0 Shares 1106 Views

Diretor-Geral quer mais transparência e otimizar as despesas da Câmara de Foz

8 de fevereiro de 2019
1106 Views

Mais transparências às ações e otimizar as despesas da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu. Estas são algumas das metas de gestão do novo Diretor-Geral, Juliano Pedroso. De partida, ele tem como missão buscar alternativas para tirar do papel o projeto da nova sede da Casa de Leis, prevista para ser construída em terreno próprio próximo ao Fórum de Justiça, no futuro Centro Cívico do município.

Nomeado recentemente, Juliano Pedroso conta com a confiança do presidente Beni Rodrigues e demais integrantes da Mesa Diretora, para tocar em frente os projetos. “Vamos pautar as ações e garantir as melhores condições para o diálogo entre a população e a Casa de Leis”, disse em entrevista ao Gazeta Diário.

Pedroso vê na modernização com digitalização, o melhor para melhorar o trabalho dos parlamentares. “Nesta primeira etapa, estamos realizando um raio X para depois fazer a revisão dos contratos, que serão cumpridos integralmente, mas vamos buscar as alternativas possíveis para reduzir os gastos”, afirmou.

Dentro desta linha, Pedroso já iniciou estudos da viabilidade e impacto financeiro da construção da nova sede da Câmara, na região do futuro Centro Cívico, nas proximidades do Fórum de Justiça. “Outra possibilidade, e a curto prazo, é ampliar as instalações da Casa e assim economizar no aluguel das salas utilizadas pelos servidores em um edifício nas proximidades”.

A Câmara, segundo ele, tem ainda condições de pedir a cessão de uso do antigo prédio da Caixa Econômica Federal da Avenida Juscelino Kubitscheck, ao lado do legislativo. “Neste caso, teremos que promover uma reforma completa do imóvel”, disse.

Capacitação
O diretor informou que já iniciou as tratativas com a Assembléia Legislativa, para trazer o Curso de Gestão Parlamentar. A capacitação, segundo Pedroso, é direcionada a servidores e assessores de gabinete. “Também estamos em conversa com a Escola do Legislativo, de modo a trazer cursos e seminários para envolver os estudantes de Foz”, frisou.

Outra novidade já estudo é a criação de um aplicativo de celular, nos moldes do “Agora é Lei no Paraná” da Assembleia Legislativa, que traz mais de 200 leis estaduais de fácil acesso e que ajudam os consumidores. “Já estamos agendando uma reunião com o Parque Tecnológico da Itaipu (PTI) e pretendemos incluir informações referentes aos dias das sessões, as pautas, links para entrar na câmara ao vivo, entre outras”, disse.

Pedroso também abriu discussões com a assessoria técnica da Câmara, para disponibilizar e incentivar a realização de projetos de iniciativa popular. “Estas propostas são de extrema importância e pouco utilizadas pelos iguaçuenses. Com bastante diálogo com a equipe, vamos avançar neste sentido também”, afirma.

O diretor informou que um servidor ligado a Secretaria Nacional de Segurança Pública (SENASP) ofertou ajuda para desenvolver projetos ligados a Segurança Pública bem como a forma de captação destes recursos. “Teremos condições de auxiliar a Guarda Municipal a melhorar sua estrutura”, afirma.

História
Pedroso também iniciou conversas com o presidente Beni Rodrigues, para encaminhar a criação do Museu da Câmara. A intenção também é realizar a digitalização de documentos públicos, que ficarão à disposição da população no sitio eletrônico.

Outro projeto a ser implantado busca motivar a população para conhecer, debater e fiscalizar o trabalho do vereador. A princípio, o convite será para os acadêmicos, que terão oportunidade de discutir e propor propostas com a intenção de promover os projetos de iniciativa popular.

Experiência
O diretor-geral da Câmara tem uma longa experiência em cargos e funções públicas. Natural de Foz do Iguaçu, Juliano Pedroso descende de família ligada diretamente ao funcionalismo público.

Dentre os cargos que já ocupou estão o de Gestor e Chefe da 16ª Ciretran, Assessor de Gabinete do Delegado Chefe da 6ª Subdivisão Policial, Chefe de Divisão da Santa Casa, Assessor de Gabinete do Secretário de Saúde e Administrador de Data Center no Departamento de Informática da Prefeitura Municipal.

Formado em Tecnólogo em Informática, Bacharel em Administração Pública desde 2005 formado pela UDC (União Dinâmica de Faculdades Cataratas), cursou Direito na UNIFOZ. Em relação às questões político-partidária, Pedroso disse que desempenhará trabalho estritamente técnico.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.