0 Shares 245 Views

Coluna de quinta, 02

2 de agosto de 2018
245 Views

Eu quero!
O candidato do PT a governador, o ex-deputado federal Dr. Rosinha, disse ontem (1º de agosto), que o senador Roberto Requião (MDB) é muito bem-vindo se quiser se unir numa chapa progressista. A declaração foi durante entrevista em Cascavel, um dia depois de o candidato do PDT, Osmar Dias, “esnobar” o apoio de Requião. Para Dr. Rosinha, o emedebista merece respeito pela história como deputado, prefeito de Curitiba, governador e senador, sempre no campo progressista e ao lado dos movimentos sociais, o que parece ter sido ignorado por Osmar Dias.

Revolta
O senador Requião ainda não assimilou o não de Osmar Dias. Ontem distribuiu áudio as emissoras de rádio do Paraná, defendendo a gestão petista e desencando o pedetista. “Reconheço a importância de algumas medidas do PT, que asseguraram uma posição bonita para o Brasil, no mundo, e pobreza absoluta começou a acabar”.

Com o PT
“Osmar ocupou duas vezes a vice-presidência do Banco do Brasil e teve a campanha financiada pelo PT ao governo do estado (em 2010)”, lembrou Requião.

Em Brasília
A governadora Cida Borghetti embarcou ontem, em voo de carreira, para uma série de agendas e audiências em Brasilia nesta quinta (2). Pela manhã, as 8h30, se encontra com o ministro da Saúde, Gilberto Ochi. À tarde, às 15h, a reunião será com o ministro de Desenvolvimento Social, Alberto Beltrame.

Agenda II
Às 16h, Cida terá audiência com o ministro do Transportes, Valter Casimiro e às 17h, tem reunião com o presidente da Caixa Econômica Federal, Nelson de Souza.

Com Cida
O DEM confirmou ontem apoio a reeleição de Cida Borghetti. Lideranças de diversas legendas e de todas as regiões estiveram no encontro.

Bernardo Carli
A Assembleia Legislativa reabriu as sessões ordinárias ontem, após o recesso, com uma homenagem ao deputado Bernardo Carli (PSDB), que morreu em acidente aéreo no dia 22 de julho.

Vice de Ciro
O presidente nacional do PSB, Carlos Siqueira, disse que o ex-prefeito de Curitiba, Luciano Ducci, está disposto a ocupar o posto de vice-presidente em um eventual apoio da sigla a Ciro Gomes, do PDT.

Lula livre?
O STF julga na próxima semana o pedido para que Lula seja libertado e autorizado a disputar as eleições de outubro. Segundo O Globo, Edson Fachin defendeu “celeridade” na resolução do assunto, deve liberar o caso para a pauta. Cármen Lúcia pode marcar o julgamento em plenário na sequência.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.