0 Shares 129 Views

Pacote de investimento de Cida fortalece hospitais públicos e filantrópicos

26 de junho de 2018
129 Views

Dentro dos R$ 323 milhões para a área da saúde confirmados pela governadora Cida Borghetti nesta segunda-feira (25), R$ 195,3 milhões serão destinados para melhorias da rede hospitalar do Paraná. Os recursos incluem obras, aquisição de equipamentos e ambulâncias, além de outros recursos para hospitais públicos municipais e filantrópicos.

A governadora enfatizou a política do Governo do Estado de reforçar as ações no Interior, levando serviços cada vez mais próximo do cidadão. “O Estado investe na regionalização da saúde, garantindo que as pessoas tenham o atendimento adequado e de qualidade na mesma cidade ou região onde vivem. O bem-estar das pessoas é o foco do nosso governo”, afirmou Cida.

Entre as medidas está a implantação da quarta fase do programa Hospsus, de apoio e qualificação dos hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde do Paraná, dirigida a hospitais públicos municipais. Dentro desta etapa, foram liberados R$ 6,5 milhões para a aquisição de equipamentos hospitalares e obras em hospitais de 22 municípios. Os recursos serão encaminhados diretamente aos fundos municipais de saúde, que devem aplicá-los nos hospitais municipais.

Pelo programa, o Estado garante até R$ 500 mil para obras de construção, instalação, ampliação, reforma e recuperação dos hospitais, divididos em três parcelas; e até R$ 300 mil, em parcela única, para a aquisição de equipamentos.

FILANTRÓPICOS – O pacote de medidas tamvbém incluiu convênios com hospitais filantrópicos e consórcios prestadores de serviços. Os investimentos de R$ 18,1 milhões vai beneficiar 24 entidades. Entre as unidades beneficiadas estão os hospitais da Providência e o Nossa Senhora das Graças, que atende a 16 municípios da região de Apucarana. As unidades receberam R$ 330 mil para a compra de equipamentos.

Foram firmados, ainda, novos convênios com a rede de prestadores de serviços hospitalares, com assinatura de 23 contratos, que somam repasses de R$ 4,7 milhões por mês. Isso significa um impacto anual de R$ 57,3 milhões no orçamento da saúde estadual.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.