0 Shares 211 Views

Governo anuncia mais de R$ 70 milhões em investimentos para União da Vitória

10 de junho de 2017
211 Views

rossoniO chefe da Casa Civil Valdir Rossoni esteve nesta sexta-feira (9) em União da Vitória, Região Centro Sul do Estado, para anunciar, em nome do governador Beto Richa, investimentos de mais de R$ 70 milhões na cidade para construção de casas populares, ampliação da rede de esgoto e distribuição de água, reforma de escolas estaduais e melhorias na infraestrutura da Universidade do Paraná (Unespar).Só na construção de 500 casas dos Conjuntos Habitacionais Herbert Woehl 1 e 2, no bairro São Sebastião, serão aplicados R$ 37,5 milhões, numa parceria entre a Companhia de Habitação do Paraná (Cohapar) e Ministério das Cidades, através do Programa Minha Casa Minha Vida.

Trata-se de um investimento do governo federal para a cidade que estava praticamente perdido e foi recuperado graças à intervenção do secretário junto ao ministro Bruno Araújo.

“O projeto estava pronto na prefeitura, mas estava parado no Ministério das Cidades e a obra corria o risco de não ser executada. Interferi junto ao ministro Bruno Araújo e conseguimos recuperá-la. Foi um esforço que valeu a pena, porque as casas vão tirar famílias que hoje moram às margens do rio Iguaçu em condições péssima. E vamos dar mais dignidade e conforto para centenas de pessoas”, disse Rossoni.

Em saneamento, segundo o presidente Mounir Chaowiche, serão aplicados R$ 32,7 milhões na execução de 29 mil metros de rede coletora de esgoto e 1.239 ligações com a rede de abastecimento, além da ampliação do sistema de abastecimento da cidade. De acordo com o prefeito Santin Roveda, o investimento vai possibilitar que o índice de saneamento da cidade salta de 28% para quase 70%.

Também foram liberados recursos para a aquisição de um trator para a manutenção de rodovias. Além disso, foram autorizados recursos para reformas em 11 escolas, através do programa Escola 1000. Neste programa, os recursos são liberados diretamente para as escolas e é a comunidade escolar, junto com os pais, que decide onde os recursos serão aplicados.

Casas – As residências serão erguidas num espaço com aproximadamente de 213 mil metros quadrados totais de área. São terrenos individuais com 200 metros quadrados e casas com dois quartos, sala, cozinha, banheiro e aquecimento solar. Três por cento delas serão adaptadas para pessoas com necessidades especiais.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.