0 Shares 142 Views

Operação Lava Jato acha propina por escola de samba e chega ao abismo do PT

4 de julho de 2016
142 Views

Operação Lava Jato acha propina por escola de samba e chega ao abismo do PT

Dainel Haidar, Época

Até uma escola de samba foi usada pelo PT para receber propina escoada da Petrobras. O jeitinho criativo de distribuir pixuleco foi descoberto na investigação da 31ª fase da Operação Lava Jato, batizada de Abismo e deflagrada nesta segunda-feira (4). Nesta etapa, os investigadores mapearam o caminho de mais de R$ 18 milhões desviados de obras da Petrobras.

Nesta fase da Lava Jato, policiais federais saíram às ruas para cumprir 22 mandados de busca e apreensão, um mandado de prisão preventiva, quatro mandados de prisão temporária e sete mandados de condução coercitiva. Alvo do único mandado de prisão preventiva expedido pelo juiz Sérgio Moro, o ex-tesoureiro Paulo Ferreira já está preso há duas semanas pela Operação Custo Brasil, um desdobramento da Lava Jato que apurou desvios no Ministério do Planejamento.

Mais de um R$ 1 milhão foram distribuídos para Ferreira. Entre os novos alvos da Lava Jato também há executivos do cartel de empreiteiras que tocou as obras, especialmente do Cenpes, o centro de pesquisa e inovação da estatal.

Também é investigado o pagamento de R$ 18 milhões para que aWTorre, construtora que não participou do cartel, saísse da concorrência e permitisse que o cartel renegociasse preço com a Petrobras.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.