0 Shares 105 Views

Coluna Boca Maldita de terça, 29

29 de dezembro de 2015
105 Views

2015: que ano!
Certamente 2015 entrará para a história da Assembleia Legislativa e dos atuais deputados, muitos em primeiro mandato – caso dos iguaçuenses Claudia Pereira (PSC) e Chico Brasileiro (PSD). Reportagem da Folha de Londrina com alguns dos deputados mostra que as cenas ocorridas no dia 29 de abril, quando se votou a reforma da previdência, foram as mais significativas dos últimos 30 anos. Para o presidente da Casa, Ademar Traiano, parlamentar com mais de duas décadas de mandato, este foi um momento crucial em sua vida política. “Tive de ter muita responsabilidade para sairmos daquela situação com um resultado que não viesse a macular a história do Poder Legislativo”, disse. Segundo ele, o 29 de abril superou até os protestos contra a venda da Copel, ocorridos em 2001.

Pelo menos…
Mas se alguma coisa boa pode ser tirado disso tudo, foi o fato de o estado colocar a situação fiscal em dia, conceder aumentos e pagar religiosamente os salários e o 13º, situação que não está sendo vista em outros estados. Esta pelo menos é a opinião do líder do governo, Luiz Cláudio Romanelli (PMDB), “Se isso que nós fizemos não valeu a pena, o que vale a pena na administração pública, senão colocar a casa em ordem?”. Ele, claro, não se referiu aos confrontos entre policiais e manifestantes.

Sem o que comemorar
Já para os parlamentares da oposição e do grupo independente, o jeito é esquecer 2015. A aprovação de medidas impopulares como aumento de impostos e a épica “batalha” do 29 de abril são alguns dos motivos. Já outros, destacaram a falta de protagonismo do Legislativo. “Não tivemos coisas boas para comemorar, na verdade”, pontou o deputado Nereu Moura, líder do PMDB na Casa.

Disputa embolada
Ratinho Junior (PSC) entra em 2016 como o líder nas intenções de voto em Curitiba. Levantamento da Paraná Pesquisas mostra o atual secretário de Desenvolvimento Urbano com 21% das intenções de voto, contra 18% do prefeito Gustavo Fruet. Completam a lista dos mais bem colocados o ex-prefeito Rafael Greca (PMN), com 11%, o deputado Requião Filho (PMDB), com 10,8% e o ex-prefeito Luciano Ducci (PSB), com 10,8%. Como a margem de erro é de 3,5%, tudo pode acontecer. Tudo mesmo.

Recorde positivo
O número de transplantes realizados no Paraná em 2015 foi o maior dos últimos 20 anos. Foram 495 órgãos transplantados no Estado até novembro – o maior volume desde a criação da Central Estadual de Transplantes, em 1995. O aumento chega a quase 80%, comparado ao mesmo período de 2011, em que foram feitos 279 procedimentos, que incluem transplantes de coração, fígado, pâncreas e rim.

Investimentos
Segundo a Sanepar, as melhorias e ampliações da empresa em Foz do Iguaçu e Santa Terezinha de Itaipu estimulam a implantação de novos empreendimentos residenciais e comerciais. Em Santa Terezinha de Itaipu, mais 330 moradias estão em fase final de construção. Já em Foz, além dos loteamentos, destaca-se a construção de hotéis. Nas duas cidades, os investimentos da Sanepar nas obras em andamento ultrapassam R$ 31,5 milhões.

Governadores lá
Governadores de diversos partidos com diferentes posicionamentos em relação ao governo federal estão reunidos ontem (28) em Brasília, para discutir uma agenda comum que possa melhorar o ambiente econômico do país e a situação econômica dos estados. Um dos principais pedidos dos governadores é o aumento do percentual de repasses da União para os Estados. Segundo apurou a coluna, o governador Beto Richa não participou do encontro.

Estradas
Dezenove pessoas morreram nas rodovias federais do Paraná durante a semana de Natal. Outras 265 ficaram feridas. Os dados, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), se referem ao período entre a última segunda-feira (21) e domingo (28). O total de 19 mortes é idêntico ao da semana de Natal do ano passado. Já o de feridos representa uma alta de 21% em relação a 2014.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.