0 Shares 143 Views

OAB quer impedir Sergio Moro de usar documentos jurídicos da Odebrecht

22 de junho de 2015
143 Views

OAB quer impedir Sergio Moro de usar documentos jurídicos da Odebrecht

Mônica Bergamo, na Folha de S.Paulo

A OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) de SP quer impedir o juiz Sergio Moro de usar documentos apreendidos no departamento jurídico da empreiteira Odebrecht. A entidade acredita que nem mesmo aqueles que ajudem a provar a eventual culpa dos acusados podem ser incluídos nos autos.

SINAL VERDE
Na sexta-feira, a OAB foi acionada por advogados da Odebrecht porque a Polícia Federal queria apreender documentos nas salas do departamento jurídico. Pela lei, o sigilo do trabalho dos advogados é inviolável e eles só podem ser objeto de busca e apreensão se acusados diretamente de ilícitos. A entidade chegou a peticionar contra a operação. Mas o juiz Sergio Moro entendeu que não havia ilegalidade e deu sinal verde à polícia.

FORA DOS AUTOS
“Houve, sim, uma violação [do sigilo dos advogados]”, diz Airton Martins da Costa, da comissão de direitos e prerrogativas da OAB-SP, que acompanhou a busca. “O juiz não deveria permitir a entrada no escritório jurídico da empresa já que não havia nos autos indicação de ato ilícito cometido por advogado.”

UM ENCONTRO
A família Odebrecht não é bem relacionada apenas no universo político brasileiro. Ministro do governo Lula lembra que, numa viagem à Venezuela em que o então presidente Lula era homenageado, Hugo Chávez se levantou para discursar. E pediu, primeiro, um brinde a Emílio Odebrecht, pai de Marcelo Odebrecht, preso na semana passada. A empreiteira tem obras no país.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.