0 Shares 510 Views 6 Comments

Prefeitura fecha 230 vagas de albergue para moradores de rua no Centro de Curitiba

15 de janeiro de 2015
510 Views 6

Prefeitura fecha 230 vagas de albergue para moradores de rua no Centro de Curitiba

Até o fim deste mês, a central de resgate social da rua Conselheiro Laurindo, em Curitiba, será completamente desativada. A unidade é histórica e havia sido fundada em 1922 como Casa de Socorro aos Necessitados, sendo posteriormente nomeada como FAS/SOS e assumida pela Prefeitura nos anos 90.

O fechamento da unidade significa o fim de 230 vagas do local mais central destinado a moradores de rua. Segundo a FAS, comandada pela primeira-dama, Márcia Fruet, a decisão tem a finalidade de descentralizar o serviço de atendimento. Porém, segundo ativistas de direitos humanos, a medida é incerta, já que a maioria dos moradores de rua escolhe justamente o Centro para morar e o número tem aumentado bastante nos últimos anos.

Pelo seu perfil no Facebook, o ex-prefeito Rafael Greca, fundados da FAS/SOS, criticou o fechamento da unidade e disse que a política social da cidade é vítima de incompetência.

“Luto curitibano. Acaba de falecer, aos 21 anos, vítima da incompetência e da falta de vontade em bem servir, a FAS SOS, à rua Conselheiro Laurindo. Aberta na minha gestão de prefeito. Tinha capacidade para até 500 moradores de rua, com instalações para banho, albergagem, médico, dentista, e até pedicuro. Terá Curitiba piorado?”, disse Greca.

Mais notícias para você:



6 Comments

  1. Srs. O fechamento do FAZ no centro de Curitiba é uma NECESSIDADE e já estava programada há muito tempo. Os Alccoólatras, os drogadictos, os malandros, os ladrões, etc. posavam ali e depois saíam tranquilamente ROUBAR e EXTORQUIR pessoas no centro da cidade pela manhã. Eu mesmo filmei e fotografei vândalos bebendo cerveja em lata, na frente do FAZ, em plena 9:00 horas da manhã! Parabéns a PMC pela iniciativa e o Sr. Rafael Greca que "cale a boca" e deixe a PMC trabalhar!

    Reply
  2. Finalmente uma atitude de estadista do Prefeito desta cidade. Retirar o FAZ do centro da cidade e ORGANIZAR do ponto de vista de necessidade o verdadeiro escândalo dos "moradores de rua". A maioria com família, casa, etc. Ficam na rua porque extorquem dinheiro para comprar drogas, não tem obrigações (estudar, trabalhar, etc.) e são alimentados por Curitibanos sem noção e orientação que dão esmolas. Estas ESMOLAS VÃO DIRETAMENTE PARA AS MÃOS DO TRAFICANTES, mais de 1000 pontos de venda em Curitiba!

    Reply
  3. Outro problema sério é a falta de poder do FAZ. O drogadicto, o ladrão fichado com várias passagens na Polícia somente entra na "Kombi" se quiser! A lei, vereadores, tem que mudar! Calçada, segundo o Dicionário Aurélio, é local de passagem e não de desocupados evacuando, urinando, extorquindo e roubando pessoas de idade para terem dinheiro para drogas!

    Reply

Deixe um comentário

Your email address will not be published.