0 Shares 197 Views

Rússia volta a usar máquinas de escrever para evitar espionagem

12 de julho de 2013
197 Views

Serviço Federal de Proteção russo comprou ao menos 20 máquinas, diz jornal local

olivetti

de O Globo

O serviço secreto russo vai voltar a utilizar a máquina de escrever para evitar que informações confidenciais sejam espionadas, informou nesta quinta-feira o jornal russo “Isvestiya”. Segundo o diário, ao menos 20 máquinas foram compradas pelo Serviço Federal de Proteção (FSO, na sigla em inglês), que já reservou locais sem acesso eletrônico para escrever e guardar papéis com dados secretos.

Em entrevista ao jornal, o ex-chefe dos serviços secretos internos da FSB, Nikolai Kovalyov, disse que é comum o armazenamento de documentos secretos escritos a mão. Cada Triumph-Adler Twen 180 – o tipo preferido de máquinas de escrever do governo russo – tem seu próprio registro para que cada papel esteja relacionado a uma máquina específica.

O porta-voz do FSO, Serguei Devyatov, acrescentou que a Rússia continua a usar antigas conexões telefônicas à prova de escutas para conversas secretas entre lideranças de países. O uso de máquinas de escrever também se estende ao Ministério da Defesa e o Ministério de Proteção Civil, segundo o jornal.

Mais notícias para você:



Deixe um comentário

Your email address will not be published.