Tag: 2016 (page 1 of 2)

Agropecuária cresce no Paraná e fatura R$ 88,8 bilhões em 2016

O Valor Bruto da Produção Agropecuária do Paraná em 2016 atingiu R$ 88,83 bilhões – um crescimento real de 1,7% em relação ao ano anterior, quando o alcançado foi de R$ 87,38 bilhões. Os dados da Secretaria de Agricultura vão compor a cesta de índices utilizados para calcular os repasses ICMS do Estado aos municípios.

Apesar do ano difícil para a economia em 2016 e com clima adverso durante o desenvolvimento das lavouras, o resultado comprova que o setor agropecuário paranaense ainda apresentou um resultado positivo. “Houve um crescimento real, motivado pelos bons preços alcançados pelas principais commodities produzidas e comercializadas no Paraná”, afirmou o secretário da Agricultura, Norberto Ortigara.

Quero ser um vice atuante e parceiro do Greca, diz Pimentel

0209 eduardo pimentel rafael greca

Em encontro com mais de 300 funcionários do Detran, o candidato a vice-prefeito de Curitiba Eduardo Pimentel disse que, se eleito, será um vice atuante, parceiro do prefeito Greca e que contribuirá com novas ideias para Curitiba. “Quero estar ao lado do Greca, aliando juventude e experiência. Serei um vice-prefeito comprometido com a cidade e que auxiliará o prefeito a administrar a cidade”, afirmou Pimentel.

O evento foi realizado no começo da noite desta quinta-feira (2) no Comitê Central, na Avenida Marechal Floriano Peixoto. Pimentel agradeceu o apoio dos funcionários do Detran. “Com o apoio de vocês, vamos vencer essa eleição. Temos o melhor candidato, que já provou que sabe fazer. Com a convivência, cada vez mais me impressiono com a inteligência e propostas do Greca para Curitiba”, afirmou ele. Continue lendo

Dono de pedágio vai coordenar campanha de Fruet, em Curitiba

Dono do pedágio Curitiba-Litoral vai coordenador campanha de Fruet

Anota Rogério Galindo, na Gazeta do Povo, que o prefeito Gustavo Fruet já definiu o comando da campanha à reeleição. A coordenação-geral do pedetista ficará a cargo do empresário Marcelo Almeida. Ex-deputado federal, Almeida é um dos donos da Ecovia, empresa concessionária da rodovia que liga Curitiba ao litoral, considerado o pedágio mais caro do mundo. Ele foi o deputado mais rico do país, com uma fortuna declarada de mais de R$ 700 milhões.

Em Curitiba, Greca articula frente de pequenos partidos

rafael_greca

Greca: frente pode contar ainda com PSC ou PR (Foto: Gazeta do Povo)

O ex-prefeito Rafael Greca (PMN) continua a toda nas articulações com os partidos nanicos para montar sua chapa na eleição para a prefeitura de Curitiba em outubro. Greca já conta com o apoio do PTN e nesta semana praticamente selou a vinda ao seu projeto do PRTB. Mas o ex-prefeito busca também um partido com mais musculatura, que lhe dê, claro, mais tempo de televisão, e para isso mantém conversas regulares com dirigentes do PR e do PSC.

Segundo pesquisas para consumo interno que rodam na praça, o ex-prefeito  estaria entre os três primeiros colocados – incomodando e muito o atual Gustavo Fruet (PDT).

TSE está sem dinheiro suficiente para eleições de outubro

0312 urna eletronicaA jornalista Mônica Bergamo na Folha de S. Paulo desta terça-feira, 10, adianta que o TSE está sem recursos suficientes para realizar as eleições municipais de outubro. De R$ 750 milhões que estavam previstos no orçamento, 35% foram cortados pelo Congresso Nacional, num total de R$ 256,6 milhões.

De acordo com o ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal), que assume na quinta (12) a presidência do TSE, a situação é grave e precisa ser resolvida “com urgência”. Ou o pleito estará ameaçado. Ele afirma que a equipe do TSE está sem interlocução no governo, já que boa parte dos dirigentes de órgãos do Executivo, com o impeachment, já está deixando seus cargos.

Os parlamentares fizeram cortes também no orçamento ordinário da corte eleitoral, de R$ 234 milhões, suspendendo contratações e verbas previstas para investimentos. Na época em que reduziram as verbas do tribunal, eles triplicaram os recursos do fundo partidário, que saltou para cerca de R$ 800 milhões.

Sobras de 2012 na campanha de 2016

Os candidato a prefeito e vereador que registraram sobras na campanha eleitoral de 2012, poderão utilizar os recursos nas eleições deste ano. A informação é do advogado Marcos Boschirolli, especialista em direito eleitoral, ao analisar as novas regras aprovadas para o pleito de outubro próximo.

É preciso comunicar ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) sobre os valores até o final deste mês. “Os recursos auferidos nos anos anteriores devem ser identificados como reserva ou saldo de caixa nas prestações de contas anuais da agremiação, que devem ser apresentadas até 30 de abril de 2016”, afirma Boschirolli.

Outra alteração que provoca profundo impacto e que representa uma mudança no quadro em relação a anos anteriores: o dinheiro para os gastos de campanha, como confecção de adesivos, santinhos, etc, não poderá vir de doações de empresas, somente de pessoas físicas. “Detalhes pertinentes, como estes, além de muitos outros, devem ser observados com atenção, para que não haja risco durante o processo”, observa.

Eleições 2016: Menos da metade dos curitibanos aprova gestão de Fruet

fruet

Fábio Campana

A aprovação da gestão Gustavo Fruet (PDT) em Curitiba é hoje de 48%, segundo Instituto Paraná Pesquisa. Menos da metade da população, muito pouco para prefeito que luta pela reeleição. Fruet está longe do alcançado por ele logo no início do mandato, quando 66% dos eleitores curitibanos aprovavam sua gestão. Os dados são do Instituto Paraná Pesquisas, enviados há pouco ao blog.

A avaliação dos curitibanos sobre o trabalho dos vereadores da capital melhorou, segundo o levantamento do Instituto Paraná Pesquisas. Mas os números não chegam perto dos índices atingidos no início desta legislatura. Em abril de 2013, o Legislativo municipal era bem avaliado por cerca de 36% dos eleitores curitibanos. O porcentual começou a cair em março de 2015 e, em junho, bateu 19%. Agora, os vereadores conseguiram atingir aprovação de 23% dos moradores da capital. Continue lendo

TSE não começará a julgar chapa de Dilma e Temer antes de maio

TSE não começará a julgar chapa de Dilma e Temer antes de maio

Guilherme Amado, O Globo

Com o recesso do Judiciário e o carnaval, a data limite para a entrega das defesas de Dilma Rousseff, Michel Temer, PT e PMDB no TSE — na lei, o prazo são sete dias corridos — ficará para a segunda semana de fevereiro. Com isso, apenas depois do dia 15 de fevereiro o processo deve voltar a andar.

A partir daí, começa a fase de diligências pedidas pelos dois lados. A estimativa de ministros do tribunal é que essa fase dure ao menos três meses, mas pode demorar ainda mais. Antes disso, nada do TSE começar a julgar o caso.

Wilson Picler quer ser “terceira via” para Prefeitura de Curitiba

Wilson Picler quer ser “terceira via” para Prefeitura de Curitiba

Pré-candidato a prefeito de Curitiba, empresário traz para a gestão pública a experiência de comandar um dos maiores conglomerados educacionais do País

Bem Paraná

Natural de Guaíra (Oeste do Paraná), mudou-se com a família para Maringá com dois anos de idade e aos 16 chegou a Curitiba para estudar no Cefet, onde se formou técnico em eletrônica. Em 1996, depois de se graduar em Física pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e interromper uma pós-graduação na Unicamp, ousou lançar-se no mundo dos negócios, fundando o Instituto Brasileiro de Pós-Graduação e Extensão (IBPEX), que provocou uma revolução no ensino superior brasileiro, ao lançar um inédito e bem-sucedido programa de qualificação de professores para a educação básica.

Hoje, comanda um conglomerado educacional liderado pelo Centro Universitário Uninter – que reúne 8 empresas com mais de 150 mil alunos, está presente em mais de 440 cidades de todos os estados, além de uma editora cujo acervo já chega a 500 títulos impressos e 90 mil obras digitais. Continue lendo

PT se distancia de Fruet e pende entre Mirian e Veneri para disputar a prefeitura de Curitiba

PT se distancia de Fruet e pende entre Mirian e  Veneri para disputar a prefeitura de Curitiba

O PT de Curitiba se distancia do prefeito Gustavo Fruet (PDT) e já pende entre dois nomes: a vice prefeita Mirian Gonçalves e o deputado Tadeu Veneri disputam a indicação na disputa da prefeitura em 2016. Os petistas da capital estão divididos entre Mirian, da ala do “bem”, ou de Veneri, da ala “quanto pior melhor”. A vice prefeita conta com a simpatia de setores do partido cansados do radicalismo extremo. Já Veneri é ligado à esquerda do partido e tem apoio do Sismuc, sindicado dos servidores municipais e do Sismac, sindicato dos professores municipais.

Vem aí pesquisa para prefeitura de Curitiba

Vem aí pesquisa para prefeitura de Curitiba

O Paraná Pesquisas, de Murilo Hidalgo, entra em campo nesta semana para sondar os curitibanos sobre as eleições municipais de 2016. Além do prefeito Gustavo Fruet (PDT), o instituto via consultar as intenções de voto de Luciano Ducci (PSB), Tadeu Veneri (PT), Requião Filho (PMDB), Fernando Franscichini (SD), Ratinho Jr (PSC), Rubens Bueno (PPS) e Ney Leprevost (PSD). Hidalgo também quer saber como anda a popularidade do prefeito após a desintegração do sistema de transporte metropolitano promovida pela Urbs.

Stephanes Jr é pré-candidato do PMDB em Curitiba

Stephanes Jr é pré-candidato do PMDB em Curitiba

O diretório do PMDB de Curitiba iniciou ontem as atividades e já indicou o presidente do partido, o ex-deputado Stephanes Jr, como pré-candidato na disputa da prefeitura de Curitiba em 2016. A indicação de Stephanes tem apoio das lideranças do partido como o ex-governador Orlando Pessuti e o secretário-geral, Doático Santos. No próximo dia 24, o PMDB fará um grande evento, em local e horários a serem definidos, para reunir a militância e lideranças do partido.

PSDB tem seis pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba

PSDB tem seis pré-candidatos à Prefeitura de Curitiba

O presidente do PSDB de Curitiba, Juraci Barbosa, confirmou nesta segunda-feira (2), durante a primeira reunião da executiva municipal, que o partido tem intenção de contar com representante próprio para a próxima eleição à Prefeitura de Curitiba e que já possuem seis pré-candidatos ao pleito. “Temos excelentes opções em nosso quadro e analisaremos cada projeto de maneira democrática, buscando oferecer a população uma candidatura sólida e que levará Curitiba novamente ao caminho do desenvolvimento”, disse Juraci Barbosa.

Até o momento seis lideranças já se colocaram a disposição do PSDB para concorrer à Prefeitura de Curitiba: o ex-senador Flávio Arns; o presidente da Sanepar, Mounir Chaowiche; o presidente da Compagás, Fernando Ghignone; o presidente do Instituto Teotônio Vilela de Curitiba, Omar Sabbag Filho e os deputados estaduais Mauro Moraes e Cantora Mara Lima.

Ducci diz que está na disputa por 2016

Ducci diz que está na disputa por 2016

Ao Rogério Galindo na Gazeta do Povo, o ex-prefeito de Curitiba e deputado federal, Luciano Ducci (PSB), disse que a primeira pesquisa divulgada sobre a eleição de 2016 não tira seu ânimo para entrar na disputa da capital paranaense. Ducci aparece em terceiro lugar nas intenções de voto, com 10%, atrás de Ratinho Jr. (PSC), que tem 38%, e do atual prefeito Gustavo Fruet (PDT), com 17%. Sem Ratinho, Fruet tem 25% e Ducci sobe para segundo, com 17%. “Os números não são ruins. E tem que ver se o Ratinho vai ser candidato”. Ducci conversou com ele sobre isso? “Nesse ano, ainda não.”

Com 38%, Ratinho Jr. lidera em Curitiba

Com 38%, Ratinho Jr. lidera em Curitiba

O deputado Ratinho Jr (PSC) é o principal adversário de Gustavo Fruet (PDT) na eleição de 2016 em Curitiba. Os números do Paraná Pesquisas, divulgados nesta terça-feira (6) pela Gazeta do Povo, apontam Ratinho Jr na liderança com 38% das intenções de voto, seguido de Fruet, com 17%. O deputado Luciano Ducci (PSB) aparece em terceiro, com 10%, seguido de Requião Filho (PMDB) e Fernando Francischini (SD), ambos com 7%; Ney Leprevost (PSD) com 3%, Tadeu Veneri (PT) e Ricardo Gomyde (PCdoB), ambos com 2%.

Sem Ratinho Jr no páreo, Fruet aparece na liderança, com 25%. Nesse cenário, Ducci tem 17%. Em seguida, vem Francischini (12%), Requião Filho (11%), Leprevost (7%), Veneri (4%) e Gomyde (4%). A pesquisa foi realizada entre os dias 1.º e 4 de dezembro de 2014, com 816 eleitores. A margem de erro é de 3,5 pontos porcentuais, para mais ou para menos. Continue lendo

Older posts

© 2017 Boca Maldita

Layout por Poolbliq ComunicaçãoUp ↑