Page 2 of 3393

Paraná é referência nacional em regulação de leitos, consultas e exames

Boca Maldita: Paraná é referência nacional em regulação de leitos, consultas e exames

O secretário de Saúde, Michele Caputo Neto, mostrou nesta segunda-feira, 20, a técnicos do Ministério de Saúde o funcionamento do sistema de regulação adotado pelo Paraná e servirá de base para a criação de um programa nacional. “O sistema do Paraná é um dos melhores do Brasil. O que queremos é que os resultados alcançados aqui sejam reproduzidos no restante do país, reduzindo as filas para internações, consultas e exames”, disse Joaquim Costa, diretor de Monitoramento e Avaliação do SUS.

Implantado em 2012, o sistema online permite o agendamento de consultas e exames especializados, além da oferta de leitos hospitalares, inclusive de UTI. A ferramenta ampliou o controle em relação à infraestrutura e a oferta de serviços vinculados à rede pública de saúde. Foi possível otimizar os recursos e agilizar o atendimento dos pacientes.

De acordo com Costa, a ideia é usar cada vez mais a tecnologia da informação em favor da população que utiliza os serviços do SUS. “Temos que trabalhar mais com gestão e o que o Paraná está fazendo serve de modelo para nós. É preciso modernizar esta área de regulação”, explicou. Continue lendo

Saída para crise é Gleisi Hoffmann na Fazenda

Boca Maldita: Saída para crise é Gleisi Hoffmann na Fazenda

Josias de Souza

A senadora Gleisi Hoffmann, líder do PT, escalou a tribuna para avisar que apenas o Carnaval separa o Brasil do seu reencontro com o caminho da prosperidade. Passados os festejos de momo, disse ela, o petismo lançará um conjunto de propostas para tirar o país do abismo econômico em que Dilma Rousseff o meteu.

Quando chefiava a Casa Civil da Presidência, sob Dilma, Gleisi não conseguiu evitar a ruína produzida pela companheira presidenta. Hoje, afastada do governo, a senadora passou a discursar sobre economia no Senado. E como qualquer outro político, quando não está no governo e sim discursando no Congresso, Gleisi passou a farejar respostas e soluções para todos os problemas.

Temer talvez devesse considerar a hipótese de convidar Gleisi para a pasta da Fazenda. Demitido, Henrique Meirelles passaria a escrever artigos para jornais. E logo farejaria uma forma de apressar a superação da crise. E bastaria a Temer fazer tudo o que o ex-ministro Meirelles escrevesse, em vez de seguir o receituário petista de Gleisi, que estaria de volta ao governo e, portanto, sem saber o que fazer.

Santin Roveda garante serviços de hemodiálise em União da Vitória

Boca Maldita: Santin Roveda garante serviços de hemodiálise em União da Vitória

Com o apoio dos deputados Alexandre Curi e Valdir Rossoni, o prefeito Santin Roveda garantiu nesta segunda-feira, 20, a continuidade dos serviços de hemodiálise prestados pelo Hospital Regional São Camilo em União da Vitória. Santin Roveda se reuniu ainda na segunda-feira com o médico nefrologista Marcos Gevert e acordaram que o serviço será prestado em clínica ao hospital.

O médico, com mais de 120 pacientes em Ivaiporã, participou de reuniões com médicos de União da Vitória, definiram que os pacientes não precisam viajar mais para outras cidades e que procedimento será realizado em União da Vitória. Segundo Santin Roveda, atualmente, é necessário que o paciente viaje três vezes por semana para fazer a hemodiálise. “Com o atendimento no município, o conforto será maior e diminuirá o sofrimento do paciente e família que acompanha”.

“Agradeço ao deputado Alexandre Curi e ao secretário chefe da Casa Civil, Valdir Rossoni, além de outras forças políticas, que contribuíram com a continuidade do tratamento para União da Vitória”, disse Santin Roveda.

Suruba para todo mundo, defende Jucá

romero-juca

“Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada.”

Líderes da base e da oposição no Congresso ameaçam aprovar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para retirar o foro privilegiado de magistrados e integrantes do Ministério Público caso o Supremo Tribunal Federal (STF) leve adiante a proposta de restringir o foro de políticos somente para crimes cometidos no exercício do mandato eletivo.“Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada”, afirmou o líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR). As informações são de Ricardo Brito no Estadão.

A afirmação de Jucá – investigado na Lava Jato – foi uma reação à proposta em debate no STF de restringir o alcance da prerrogativa dos políticos ao mandato em exercício. “Uma regra para todo mundo (a restrição do foro privilegiado) para mim não tem problema”, disse o senador peemedebista. Continue lendo

Coluna Boca Maldita desta terça, 21

Boca Maldita: Coluna Boca Maldita desta terça, 21

Licença do Ibama…
… sem previsão de verbas no Dnit. A imprensa reperutiu ontem a decisão do Ibama, de concecer a Licença de Instalaão (LI) para a segunda ponte ligando Brasil ao Paraguai, na região de Foz do Iguaçu. A obra, que terá 14,7 quilômetros de extensão, é vista como fundamental para o desenvolvimento econômico da região. O documento foi assinado pela presidente do Ibama, Suely Araújo. Até aí, tudo bem. No entanto, um empecilho pode dificultar um pouco o trâmite: O Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit), mesmo com a autorização, não tem orçamento para a construção da estrutura.

Demora
“Como houve essa demora toda, foi previsto um orçamento pequeno. É um valor que não daria nem para o canteiro de obras. Agora é preciso incentivar as lideranças do município, deputados, para buscar um remanejamento de recurso. É perfeitamente possível que haja esse remanejamento”, explicou o supervisor do Dnit em Foz, engenheiro Vicente Veríssimo

Panorama
O Dnit, que havia incluído R$ 30 milhões nos orçamentos de 2015 e 2016, destinou apenas R$ 6 milhões no orçamento de 2017. O supervisor avaliou ainda, que para instalação do canteiro de obras e o início das fundações, seria necessária a previsão orçamentária de R$ 40 a R$ 50 milhões.

Retaliação
A gloriosa Confederação Brasileira de Futebol (CBF) se nivelou por baixo ontem (20), ao proibir a partir de 2018, os estádios com gramado sintético no futebol basileiro. O ato é uma clara retaliação ao Atlético-PR, que junto como Coritiba, decidiram não jogar no domingo (19), depois que a Federação Paranaense de Futebol (FPF) não deixou o juiz começar a partida devido a presença de jornalistas que iriam transmitir a partida pelas redes sociais. Claro, por trás de tudo o contrato pelos direitos de transmissão da Globo, que ambas as equipes não assinaram alegando o baixo valor que receberiam.

Novo comando
O novo comandante da 3ª Seção do Corpo de Bombeiros de Palmas será empossado nesta terça (21). A data foi confirmada na última semana pelo 1º Tenente Guilherme Augusto Picolloto, que assumirá o cargo, em audiência com o prefeito Dr. Kosmos Nicolaou.

Lula lá
A 20 meses das eleições de 2018, o ex-presidente Lula (PT) lidera em três cenários diferentes, aponta o Instituto Paraná Pesquisas. No primeiro, ele aparece com 22,6% seguido de Aécio Neves (PSDB), com 12,9%; Marina Silva (Rede), com 12,6%; Jair Bolsonaro (PSC), com 12%; Joaquim Barbosa com 11,7%; Ciro Gomes (PDT), com 4,9%; Michel Temer (PMDB), 3,8%; e Ronaldo Caiado (DEM), com 2%.

Lula lá II
Com Geraldo Alckmin (PSDB) no lugar de Aécio, os números são esses: Lula (22,9%), Marina (12,8%), Bolsonaro (12,2%), Alckmin (11,9%), Barbosa (11,5%), Ciro (4,7%), Temer (3,8%) e Caiado (1,9%). Com João Doria (PSDB) na lista, Lula ainda lidera com 23,3%, Marina (13,7%), Bolsonaro (11,9%), Barbosa (11,3%), Doria (9,1%), Ciro (5,6%), Temer (4,3%) e Caiado (1,6%). O Paraná Pesquisas entrevistou 2.020 eleitores e a margem de erro é de 2%.

Lula preso?
A mesma pesquisa mostra que os brasileiros estão divididos em relação a eventual prisão de Lula. Enquanto, 45,3% afirmaram que o petista deve ser preso em função das denúncias na Lava Jato e outras ações na justiça, a maioria 49,4% não querem a prisão do ex-presidente.

Com CPMF
A nova proposta de reforma tributária que deve começar a ser discutida pela Câmara este mês prevê a volta da polêmica Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), já chamada anteriormente de “imposto do cheque”. A ideia, segundo o relator da proposta, o paranaense Luiz Carlos Hauly (PSDB), é que ela financie a previdência, compensando principalmente o déficit gerado por profissionais que não contribuem ou contribuem pouco, como trabalhadores rurais, autônomos e empregados de entidades filantrópicas.

Acordo fechado
O governador Beto Richa recebeu ontem integrantes do MST e da Araupel que selaram um acordo de convivência pacífica nas cidades de Rio Bonito do Iguaçu e Quedas do Iguaçu. O termo é resultado de seis meses de negociações intermediadas pelo e foi firmado pelo Ministério Público do Paraná no dia 9 de fevereiro.

Operação Pecúlio: ex-candidato em Foz, Túlio Bandeira deixa a prisão em Pinhais

tulio-bandeira-daniel-snege

O advogado Túlio Bandeira, preso no dia 11 de janeiro pela Polícia Federal, deixou o Complexo Médico-Penal, em Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, no início da noite desta segunda-feira (20). Ele é réu em uma ação penal que investiga um esquema de corrupção na Prefeitura de Foz do Iguaçu, no oeste do Paraná.

De acordo com a decisão do Superior Tribunal de Justiça (STJ) de sexta-feira (17), Túlio está, proibido de manter contato com outros réus e investigados na ação penal e não pode deixar o país – mediante a entrega do passaporte, além de afastar-se de qualquer função pública. As informações são do G1 PR.

No Complexo Médico-Penal, ele estava sob custódia e à disposição da Justiça Federal. O mandado de prisão preventiva, por tempo indeterminado, foi expedido no dia 15 de dezembro de 2016, na 5ª fase da Operação Pecúlio.

Túlio Bandeira foi considerado foragido da Justiça e só foi preso quase um mês depois, em Santo Antônio do Sudoeste, na região oeste do estado. No Complexo Médico-Penal, onde ficou detido, também ficam alguns dos preso pela Operação Lava Jato. Continue lendo

Suruba para todo mundo, defende Jucá

romero-juca

“Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada.”

Líderes da base e da oposição no Congresso ameaçam aprovar uma proposta de emenda à Constituição (PEC) para retirar o foro privilegiado de magistrados e integrantes do Ministério Público caso o Supremo Tribunal Federal (STF) leve adiante a proposta de restringir o foro de políticos somente para crimes cometidos no exercício do mandato eletivo.“Se acabar o foro, é para todo mundo. Suruba é suruba. Aí é todo mundo na suruba, não uma suruba selecionada”, afirmou o líder do governo no Congresso, senador Romero Jucá (PMDB-RR). As informações são de Ricardo Brito no Estadão.

A afirmação de Jucá – investigado na Lava Jato – foi uma reação à proposta em debate no STF de restringir o alcance da prerrogativa dos políticos ao mandato em exercício. “Uma regra para todo mundo (a restrição do foro privilegiado) para mim não tem problema”, disse o senador peemedebista. Continue lendo

Edson Fachin pede para Janot analisar ação de Tiago Baccin

Fachin pede para Janot analisar ação de Baccin

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF) despachou na semana passada para Advocacia Geral da União (AGU) e para a Procuradoria Geral da República (PGR) para que se manifestem sobre o mandado de segurança interposto junto ao STF por Tiago Baccin – suplente paranaense do PSC -, que pede reparação às manobras utilizadas por grandes partidos nos casos de mudança partidária.

A ação em breve irá para deliberação do plenário do STF, retomando o debate sobre fidelidade partidária e a quem pertence efetivamente o mandato popular – ao político eleito ou ao partido pelo qual ele se inscreveu. Ministro Fachin é o relator responsável pela ação.

Para embasar sua solicitação, Baccin recorreu ao princípio da representatividade partidária, previsto na Constituição. Nas eleições estaduais de 2014, o PSC do Paraná somou mais de 480 mil votos e, portanto, teve direito a duas cadeiras na Câmara dos Deputados. No entanto, uma dessas cadeiras foi perdida após as eleições, e o partido corre o risco real ficar sem nenhuma, devido à estratégia utilizada pelos grandes partidos, baseada na aprovação da emenda constitucional nº 91/2016, que permitiu aos deputados fazerem a mudança de legenda sem consequências, engrossando assim apenas as grandes bancadas. Continue lendo

Novo comandante dos Bombeiros de Palmas será empossado terça, 21

Novo comandante dos Bombeiros de Palmas será empossado terça, 21

O novo comandante da 3ª Seção do Corpo de Bombeiros de Palmas será empossado nesta terça-feira (21). A data foi confirmada na última semana pelo 1º Tenente Guilherme Augusto Picolloto, que assumirá o cargo, em audiência com o prefeito Dr. Kosmos Nicolaou.

A solenidade de Assunção terá início às 14h, nas dependências da corporação, localizada no bairro Alto da Glória. Picolloto vai receber o cargo do 3º Sargento Clóvis Macari, que exerceu a função nos últimos quatro anos.

O ato terá presença ainda do Comandante do 2º Sub-grupamento de Bombeiros Independente, Capitão QOBM Alecsander Aparecido Dornelas. Continue lendo

Paraná Pesquisas: 45,3% defendem prisão de Lula

Paraná Pesquisas: 45,3% defendem prisão de Lula

Os brasileiros estão divididos em relação a eventual prisão do ex-presidente Lula (PT). Enquanto, 45,3% afirmaram que o petista deve ser preso em função das denúncias que pairam na Lava Jato e outras ações na justiça, a maioria 49,4% não querem a prisão do ex-presidente. Os números são do Instituto Paraná Pesquisas que entrevistou 2.020 eleitores entre os dias 12 e 15 de fevereiro em 146 cidades de 26 estados. A margem de erro é de 2%.

Cunha e Cabral são os mais nocivos entre os presos por corrupção

Boca Maldita: Cunha e Cabral são os mais nocivos entre os presos por corrupção

O ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) e o ex-governo Sergio Cabral (PMDB-RJ) são os “mais nocivos” entre os presos por corrupção na Operação Lava Jato e outras ações do ministério público e justiça. Os números são do Instituto Paraná Pesquisas. Para 35,7% Cunha é mais nocivo e para 14,3%, o mais nocivo é Cabral. Na opinião dos entrevistados, a nocividade se estende ainda para José Dirceu (PT), com 9,9%; o empreiteiro Marcelo Odebrecht (9%), o empresário Eike Batista (8,1%), o petista Antonio Palloci (4,2%), o ex-gerente da Petrobras, Pedro Barusco (0,3%) e os empreiteiros Léo Pinheiro (0,3%) e Otávio Azevedo (0,2%).

O Paraná Pesquisas entrevistou 2.020 eleitores entre os dias 12 e 15 de fevereiro em 146 cidades de 26 estados. A margem de erro é de 2%.

Nova proposta de reforma tributária prevê volta da CPMF

Boca Maldita: Nova proposta de reforma tributária prevê volta da CPMF

A nova proposta de reforma tributária que deve começar a ser discutida pela Câmara Federal este mês prevê a volta da polêmica Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF), já chamada anteriormente de “imposto do cheque”. A ideia, segundo o relator da proposta, deputado federal paranaense Luiz Carlos Hauly (PSDB), é que ela financie a previdência, compensando principalmente o déficit gerado por profissionais que não contribuem ou contribuem pouco, como trabalhadores rurais, autônomos e empregados de entidades filantrópicas. As informações são de Ivan Santos no Bem Paraná.

Criada em 1997, no governo Fernando Henrique Cardoso, sob o pretexto de financiar a saúde pública, a CPMF vigorou durante onze anos, arrecadando R$ 223 bilhões. Foi extinta em outubro de 2007, durante o governo Lula, quando o Senado rejeitou sua prorrogação até 2011.

Em 2015, a então presidente Dilma Rousseff (PT) cogitou recriar a contribuição, mas a iniciativa gerou fortes reações, principalmente no meio empresarial. Na época, a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp) chegou a criar uma campanha intitulada “Não vou pagar o pato”, que ficou conhecida por usar um pato inflável gigante nas manifestações populares pelo impeachment da petista. Continue lendo

Lula lidera em três cenários, diz Paraná Pesquisas

Boca Maldita: Lula lidera em três cenários, diz Paraná Pesquisas

A 20 meses das eleições de outubro de 2018, o ex-presidente Lula (PT) lidera em três cenários diferentes conforme levantamento do Instituto Paraná Pesquisas revelado com exclusividade por este blog. No primeiro cenário, Lula aparece com 22,6% seguido de Aécio Neves (PSDB), com 12,9%; Marina Silva (Rede), com 12,6%; Jair Bolsonaro (PSC), com 12%; Joaquim Barbosa com 11,7%; Ciro Gomes (PDT), com 4,9%; Michel Temer (PMDB), 3,8%; e Ronaldo Caiado (DEM), com 2%.

Com Geraldo Alckmin (PSDB) no lugar de Aécio, os números são esses: Lula (22,9%), Marina (12,8%), Bolsonaro (12,2%), Alckmin (11,9%), Barbosa (11,5%), Ciro (4,7%), Temer (3,8%) e Caiado (1,9%). Com João Doria (PSDB) na lista, Lula ainda lidera com 23,3%, Marina (13,7%), Bolsonaro (11,9%), Barbosa (11,3%), Doria (9,1%), Ciro (5,6%), Temer (4,3%) e Caiado (1,6%).

O Paraná Pesquisas entrevistou 2.020 eleitores entre os dias 12 e 15 de fevereiro em 146 cidades de 26 estados. A margem de erro é de 2%.

As delações premiadas

As delações premiadas

Delações da Odebrecht abrem oportunidade a países latino-americanos de advertirem presidentes corruptos

Mario Vargas Llosa

Algum dia será preciso erguer um monumento em homenagem à empresa brasileira Odebrecht, porque nenhum Governo, empresa ou partido político fez tanto quanto ela na América Latina para revelar a corrupção que corrói seus países nem, é claro, trabalhou com tanto empenho para fomentá-la.

A história tem todos os ingredientes de um grande thriller. O veterano empresário Marcelo Odebrecht, dono da empresa, condenado a dezenove anos e quatro meses de prisão juntamente com seus principais executivos, depois de passar um tempinho atrás das grades anunciou à polícia que estava disposto a contar todas as malandragens que havia cometido para ter sua pena reduzida. (No Brasil, isso é chamado de “delação premiada”). Ele começou a falar e de sua boca – e das bocas de seus executivos– saíram cobras e peçonhas que estremeceram todo o continente, começando com seus presidentes atuais e passados. O senhor Marcelo Odebrecht me recorda o tenebroso Gilles de Rais, o bravo companheiro de Joana d’Arc, que, chamado pela Inquisição da Bretanha para ser perguntado se era verdade que havia participado de um ato de satanismo com um comediante italiano, disse que sim, e que, além disso, havia estuprado e esfaqueado mais de trezentas crianças porque só perpetrando esses horrores sentia prazer. Continue lendo

Coluna Boca Maldita desta segunda, 20

toninho-wandscheer

Contra o pedágio
O coordenador da bancada federal paranaense, deputado Toninho Wandscheer, voltará a reunir o colegiado, em Brasília, para aprofundar o debate em torno da possível prorrogação dos contratos de concessão das rodovias pedagiadas do Estado. De acordo com O Paraná, Wandscheer vai solicitar uma audiência pública à Comissão de Transportes da Câmara, com a participação da bancada paranaense e também dos 20 deputados integrantes da Frente Parlamentar contra a Prorrogação dos Contratos de Pedágio na Assembleia Legislativa.

Pedágio II
Uma das teses em discussão e vista com preocupação é a possibilidade de o governo estadual “devolver” a delegação das rodovias federais para a União, que passaria então a promover a prorrogação dos atuais contratos do pedágio. “As concessões não devem ser renovadas e novas licitações devem ser realizadas no Paraná”, disse o deputado.

Pedágio III
Enquanto isso, avança na Câmara Federal a tramitação da MP (Medida Provisória) editada pelo governo federal que abre caminho para a prorrogação das concessões de pedágio, além de ferrovias e portos. O relator, deputado paranaense Sérgio Souza, pretende apresentar seu parecer até 22 de março à comissão encarregada de analisar a medida.

Bloqueados
Informa Lauro Jardim, em O Globo, que a AGU está propondo ações cíveis individuais contra envolvidos na Lava-Jato, antes mesmo de acabar o processo penal. Entre os alvos, Paulo Bernardo e Gleisi Hoffmann. A Justiça já determinou o bloqueio dos bens do casal.

Justiça…
… sendo feita. A juíza Adaisa Bernardi Isaac Halpern, da 3.ª Vara Cível do Foro Regional da Penha, bairro da zona Leste de São Paulo, condenou dois alunos a indenizarem uma professora de escola particular por difamá-la em rede social. Como os estudantes são menores de idade seus pais vão ter que pagar solidariamente o valor de R$ 60 mil a título de danos morais. Ainda cabe recurso. As informações foram divulgadas pela Assessoria de Comunicação Social do Tribunal de Justiça paulista e repercutias pela imprensa nacional no final de semana.

Ignorado
De nada adiantou o senador Roberto Requião, presidente estadual do PMDB, esbravejar na sexta-feira (17) que o partido em Foz não apoiaria um candidato que tem na coligação o PSDB. Encerrado o prazo das convenções da eleição suplementar de 02 de abril, os peemedebistas da fronteira decidiram apoiar Phelipe Mansur (Rede), que tem como vice a ex-secretária de Saúde, Joane Vilela (PDT) e na coligação, além do PSDB o PR.

Seis candidatos
Aliás, as eleições em Foz terão seis candidatos, como antecipou a coluna na última seana. Além de Mansur, as coligações inscreveram Chico Brasileiro (PSD), Tenente Coronel Jahnke (PTN), Irineu Ribeiro (PV), Luciano (PT) e Osli Machado (PPS).

15 cidades
Não é só em Foz que as eleições estão indefinidas. Quatro meses depois do pleito de outubro, outras 14 do Paraná ainda não sabem quem vai comandar as prefeituras. O TRE aponta que seis cidades começaram 2017 governadas por vereadores. Nas outras, os candidatos eleitos conseguiram tomar posse, embora o futuro deles esteja nas mãos da Justiça Eleitoral.

Indeferidos
As implicações dos candidatos indeferidos pela Justiça vão de reprovação de prestações de contas até condenação criminal em segundo grau, fatores que levam à inelegibilidade, anota a Folha de Londrina.

« Older posts Newer posts »

© 2017 Boca Maldita

Layout por Poolbliq ComunicaçãoUp ↑