Page 2 of 3601

Curitiba vai integrar consórcio regional das Guardas Municipais

A Comissão de Economia, Fiscalização e Finanças da Câmara de Vereadores deu parecer favorável nesta terça-feira, 17, ao projeto da prefeitura que inclui Curitiba no consórcio regional das Guardas Municipais.

Com o aval do colegiado, a matéria segue, nas próximas sessões, para o debate entre os parlamentares antes das votações em plenário. “O consórcio vai auxiliar nas diligências em área de fronteira dos municípios”, disse o vereador Bruno Pessuti (PSD).

A iniciativa recebeu apoio também do presidente da Comissão de Economia, Thiago Ferro (PSDB), além dos vereadores Paulo Rink (PR), Mauro Bobato (Pode), Ezequias Barros (PRP), Mauro Ignacio (PSB) e Sabino Picolo (DEM).

Reconhecimento: Prefeitura de Palmas recebe o Selo Sesi ODS 2017

Pela primeira vez a Prefeitura de Palmas recebeu o Selo Sesi ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável). O reconhecimento é pela realização do projeto Caravana da Alegria, que leva atividades esportivas e recreativas aos diferentes bairros do município, no Sudoeste do Paraná. A solenidade de entrega aconteceu ao final do Congresso Sesi ODS 2017, no início da noite desta terça-feira (17), em Curitiba.

O Selo é um reconhecimento as boas práticas que visem o alcance dos ODS e que estejam sendo implementadas por empresas, indústrias, instituições públicas e do terceiro setor de todo o Paraná. “Com muito orgulho representando, junto com minha equipe, o município de Palmas neste momento tão especial”, disse o prefeito Dr. Kosmos Nicolaou, ao recebeber o prêmio em Curitiba.

A Caravana da Alegria foi selecionada, na categoria “Poder Público”, para receber o selo pelo alcance social na inclusão de crianças e jovens de Palmas. “Este prêmio estadual foi conferido pelo Sesi pela originalidade e relevância social do projeto, realizado pela Divisão de Esportes. Meus sinceros agradecimentos a todos os responsáveis pela execução do mesmo”, disse Dr. Kosmos. Continue lendo

Copel tem aval para retomar operação da termelétrica Araucária

A Copel recebeu autorização nesta segunda-feira para restaurar em caráter temporário a operação comercial da termelétrica Araucária, usina no município paranaense de mesmo nome com 484 megawatts em capacidade instalada. O retorno da geração na usina, que estava com a operação temporariamente suspensa desde agosto, é visto por autoridades do setor elétrico como importante em um momento em que chuvas mais fracas na região das hidrelétricas têm elevado o custo da geração necessária ao atendimento da demanda. As informações são de Luciano Costa na Reuters.

Segundo despacho da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) no Diário Oficial da União desta segunda-feira, a autorização para a retomada da usina é “por tempo determinado até 30 de novembro de 2017.” A Copel anunciou na semana passada que aprovou a celebração de contratos de suprimento de combustível para Araucária junto à Petrobras. A Copel tem 80 por cento da termelétrica Araucária, enquanto a Petrobras é acionista minoritária do empreendimento, com 20 por cento, segundo informações do site da usina.

Vereadores apoiam plano de Greca para recuperar malha asfáltica em Curitiba

Vereadores destacaram nesta terça-feira, 17, a retomada pelo prefeito Rafael Greca da revitalização do trecho sul da Linha Verde já neste mês de novembro em Curitiba. Tico Kuzma (Pros) destacou o compromisso assumido após inúmeras cobranças feitas em gestões anteriores. “A notícia (da revitalização) veio do prefeito Rafael Greca e do vice-prefeito e secretário de Obras, Eduardo Pimentel, em evento da administração realizado na semana passada”, disse.

“Esse trecho da Linha Verde (da rua Nicola Pellanda até a Ceasa) já tinha obra prevista no orçamento federal, com emenda de deputados federais, mas o recurso foi remanejado por eles para uma obra no interior”, destacou Kuzma, ao ressaltar que “isso (falta de atitude) seria um sintoma da baixa representação política de Curitiba na Câmara Federal”.

Outros vereadores apoiaram a retomada das obras da Linha Verde e de pavimentação anunciada por Greca em toda a cidade. “(As vias sem manutenção) trazem prejuízo aos motoristas e desconforto aos usuários do transporte coletivo. Por isso, os trabalhos de pavimentação são fundamentais”, comentou Rogério Campos (PSC). Continue lendo

Frimesa inicia obras do maior frigorífico da América Latina em Assis Chateaubriand

O governador Beto Richa e o prefeito Marcel Micheletto participam nesta quinta-feira, 19, do lançamento da pedra fundamental que marca o início das obras do maior frigorífico da América Latina, a ser construído pela Frimesa em Assis Chateaubriand. A unidade terá capacidade de abate de mil cabeças de suíno por hora.

Na primeira etapa, que deve ser concluída ainda em 2018, serão investidos R$ 600 milhões, gerando mais de três mil empregos diretos. Uma segunda fase de expansão, em 2024, prevê investimentos de mais R$ 350 milhões para que a cooperativa alcance até 2030 a capacidade de abater 15 mil suínos por dia. O novo frigorífico ocupará 141 mil metros quadrados em uma área de 115 hectares.

Com sede em Medianeira, a Frimesa é uma central formada por cinco cooperativas filiadas – Copagril, Lar, C.Vale, Primato e Copacol – com 4,9 mil produtores parceiros e fornecedores da matéria-prima para industrialização. É a maior empresa paranaense de abate e processamento de suínos (6,5 mil/dia) e está entre as maiores empresas do país de recebimento de leite (655 mil litros diários). Continue lendo

Richa reforça interesse do Paraná no comércio com o Oriente Médio

O Paraná quer expandir suas relações comerciais com países do Oriente Médio. Esta foi a principal mensagem do governador Beto Richa durante reunião com embaixadores do Irã, Israel, Líbano, Turquia, Catar e representantes do corpo diplomático do Kuwait e da Arábia Saudita no Brasil. No encontro em Brasília, nesta terça-feira (17), Richa apresentou potenciais do Paraná e reforçou a importância de abrir novos canais de diálogo com um dos mercados mais importantes para a economia paranaense.

Hoje, o Estado é responsável por 10% do comércio do Brasil com os países da região, sendo um dos principais fornecedores de carnes e de grãos. A Arábia Saudita é o quinto maior mercado importador de produtos paranaenses, atrás apenas da China, Argentina, Estados Unidos e Holanda. “Queremos reforçar e ampliar as boas parcerias com todos os países do Oriente Médio”, destacou o governador Beto Richa.

Richa também pediu aos diplomatas que considerem o Paraná como opção para novos investimentos no Brasil. “Havendo interesse dos países de investir no nosso País, que seja no Paraná”, enfatizou o governador, que também ressaltou que o Estado vive o maior ciclo industrial de sua história. “Fruto do diálogo com o setor produtivo, segurança jurídica e programas de atração de investimentos, como o nosso Paraná Competitivo”, disse. Continue lendo

Pobres saem do sufoco

A economia voltou a crescer e o desemprego, embora em queda, ainda é alto. Com realismo e sem jogadas eleitoreiras, mudanças positivas poderão acelerar-se

Editorial, Estadão

As famílias de baixa renda, geralmente as mais prejudicadas quando os preços disparam, estão sendo beneficiadas pelo recuo da inflação. Aos poucos, e ainda com muito cuidado, voltam a diversificar as despesas, buscando no comércio algo além do essencial para a sobrevivência. Com alimentos menos caros, sobra mais dinheiro para outros bens e serviços. Elevam-se, portanto, os padrões de consumo. Apesar disso, o normal ainda é reclamar da vida, como se nada tivesse melhorado, mas o movimento nos shoppings e outros indicadores mostram um ambiente de maior animação. Além disso, as pessoas tendem a reconhecer mais prontamente a piora das condições de compras do que qualquer melhora na evolução dos preços. Mas aos poucos se acumulam os sinais positivos. Exemplo: nas lojas de produtos eletroeletrônicos, as vendas de televisores básicos têm crescido mais rapidamente que as de aparelhos mais sofisticados.

Mesmo sem corte de preços, a mera redução do ritmo de aumentos contribui para diminuir o sufoco e produzir algum alívio. Inflação menor significa menor corrosão dos ganhos das famílias. Em outras palavras, significa ampliação do poder de consumo. Todos os grupos de famílias foram beneficiados pelo recuo da inflação.

Os números normalmente mais divulgados e discutidos são os do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), usado como referência para as políticas oficiais. Esse índice é baseado em orçamentos de famílias com renda mensal de até 40 salários mínimos. É preciso, sempre, dar mais atenção a outra pesquisa, a do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), referente a famílias com renda mensal de um a cinco salários mínimos. Continue lendo

Hauly, o melhor deputado do Brasil e Verri, o pior do Paraná

O Paraná tem o melhor deputado federal do Brasil e Maringá o pior do Paraná. É isso que mostra o ranking de 2017 do site polítcos.org.br, que propõe uma série de critérios para justificar pontuações positivas e negativas de todos os deputados federais no Brasil. As informações são de Victor Faria no Maringá Post.

Em primeiro lugar – tanto no Paraná, quanto no Brasil – o londrinense Luiz Carlos Hauly (PSDB) foi o deputado federal que adquiriu a melhor pontuação. Ele alcançou 219 pontos, em uma média que é feita entre os seis critérios, como “Qualidade Legislativa” e “Processos Judiciais”.

Por outro lado, o maringaense Enio Verri (PT) foi considerado o pior deputado federal do Paraná, com -183 pontos. Com essa pontuação negativa, Verri está na 489ª colocação geral do ranking, com 513 deputados.

João Pedro Gebran Neto: “O julgador não se preocupa com consequências políticas”

Cristiane Segatto, Época

Pouco se sabe sobre o desembargador João Pedro Gebran Neto, o relator da Lava Jato na segunda instância, o homem que tem diante de si a responsabilidade de definir o futuro político do ex-presidente Lula. Cabe ao magistrado e a outros dois desembargadores do Tribunal Regional Federal da 4a Região (TRF-4) confirmar ou não a condenação do petista, por corrupção passiva e lavagem de dinheiro, pelo juiz Sergio Moro. Se Lula for condenado por eles, será, em tese, impedido de concorrer nas eleições de 2018, em virtude da lei conhecida como Ficha Limpa. Gebran faz o tipo seco e reservado, que recusa insistentes pedidos de entrevista. Outra faceta do curitibano de 53 anos emerge nos ambientes em que se discute a saúde pública. Ali ele se sente em casa, diz o que pensa e até sorri. Oriundo do Ministério Público, Gebran escreve livros e participa de debates com o objetivo de reduzir as filas do Sistema Único de Saúde (SUS) e a intensa judicialização que contribui para o mau uso dos recursos públicos. Em um dos almoços do 5º Congresso Brasileiro Médico e Jurídico, presidido por ele e realizado em Vitória, no Espírito Santo, no final de setembro, Gebran dispensou a sobremesa, mas contou que gosta de chocolate suíço. Amargo, de preferência. Entre pedidos de atenção e de selfies, o desembargador abriu espaço para falar a ÉPOCA. A seguir, alguns trechos da entrevista:

ÉPOCA – O Artigo 196 da Constituição afirma que “saúde é direito de todos e dever do Estado, garantido mediante políticas sociais e econômicas…”. Por que muitos juízes valorizam o que leem antes da vírgula e desconsideram o que aparece depois?
João Pedro Gebran Neto – Você destaca um ponto fundamental. Todo mundo diz que saúde é direito de todos e dever do Estado, mas a redação da Constituição não é só essa. Ela diz que isso deve ocorrer mediante políticas públicas. A meu juízo, esse é o cerne da discussão. Temos de discutir a política pública, e não um direito absoluto a todo tipo de providência. Temos direito a ter uma política pública que cubra o melhor tipo de assistência possível. Possível significa que temos um Estado e ele tem recursos econômicos limitados que devem ser geridos para dar conta de uma certa política. Continue lendo

Curitiba recebe evento dos 500 anos da Reforma Protestante

Curitiba vai receber a celebração dos 500 anos da Reforma Protestante no mundo. O evento será realizado entre os dia 27 e 31 deste mês, no Expo Renault, no Parque Barigui. A organização espera receber cinco mil pessoas por dia para participara de várias atividades de teatro música e dança com a temática de cultura e religiosidade.

“A Reforma Protestante foi a origem das igrejas evangélicas e foi um fato histórico que marcou a vida religiosa e cultural do ocidente”, disse o prefeito Rafael Greca.

Greca recebeu nesta segunda-feira, 16, representantes de diversas congregações evangélicas. No encontro, recebeu o convite da delegação evangélica para prestigiar o evento. “Será uma honra participar de um evento deste porte que promove a espiritualidade e também estimula o turismo e a economia de Curitiba”, destacou Greca.

Coluna Boca Maldita desta quarta, 18

Guardas Municipais
A Comissão de Economia, Fiscalização e Finanças da Câmara de Vereadores deu parecer favorável, nesta terça-feira, 17, ao projeto da prefeitura que inclui Curitiba no consórcio regional das Guardas Municipais. Com o aval do colegiado, a matéria segue, nas próximas sessões, para o debate entre os parlamentares antes das votações em plenário. “O consórcio vai auxiliar nas diligências em área de fronteira dos municípios”, disse o vereador Bruno Pessuti (PSD).

Guardas II
A iniciativa recebeu apoio também do presidente da Comissão de Economia, Thiago Ferro (PSDB), além dos vereadores Paulo Rink (PR), Mauro Bobato (Pode), Ezequias Barros (PRP), Mauro Ignacio (PSB) e Sabino Picolo (DEM).

Termelétrica
A Copel recebeu autorização nesta segunda-feira para restaurar em caráter temporário a operação comercial da termelétrica Araucária. A notícia repercutiu na imprensa internacional, como destacou Luciano Costa na Reuters. O retorno da geração na usina, que estava com a operação temporariamente suspensa desde agosto, é visto por autoridades do setor elétrico como importante em um momento em que chuvas mais fracas na região das hidrelétricas têm elevado o custo da geração necessária ao atendimento da demanda.

Requião x Dória
O senador Roberto Requião (PMDB-PR) reagiu com irritação à proposta do prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), de produzir uma ração a partir de resíduos de alimentos para alimentar a população mais pobre. “RAÇÃO ANIMAL PARA OS POBRES? Vão a PQP! Canalhas!”, postou Requião em sua conta no Twitter, conforme relatou o Blog 247. Em outra postagem, Requião ironizou: “Quinhentos eleitores de Doria serão alimentados por 15 dias com sua ração vencida. Se sobreviverem sera liberada para o canil da prefeitura”.

Faróis do Saber
O prefeito Rafael Greca reabriu Faróis do Saber das escolas Heitr Alencar Furtado (CIC), Professor Herley Mehl (Pilarzinho) e Marumbi (Uberaba). O Farol Herbert de Souza, anexo à Escola Marumbi, foi totalmente reformulado e será o primeiro Farol do Saber e Inovação.

Estudantes e Bombeiros
Mais de 1,2 mil estudantes de 58 turmas do 5º ao 9º ano das redes pública e privada de ensino irão conhecer, até a próxima semana, as instalações da 3ª Seção do Corpo de Bombeiros de Palmas, no Sudoeste do Paraná. A iniciativa, que é resultado de uma parceria com a Secretaria de Educação, busca aproximar os jovens da comunidade à corporação.

Em Itaipulândia
O jogo da noite desta quarta (18), do Foz do Iguaçu Futsal, contra o Marreco pelas quartas de final do Campeonato Paranaense, será realizado em Itaipulândia. A mudança de local ocorre devido o Ginásio Costa Cavalcanti, de Foz, estar sediando outro evento esportivo.

Gleisi contesta nota sobre a Rússia

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR), que está na Rússia, contestou nota veiculada pelo blog nesta segunda-feira (16), com base na imprensa nacional, de que ela e o marido, Paulo Bernardo, teriam sido vaiados no país.

Veja abaixo a íntegra da nota enviada pela assessoria da senadora:

INCIDENTE COM GLEISI NA RÚSSIA É NOTÍCIA FALSA

A senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) está na Rússia a convite do Parlamento daquele país para participar de reunião de parlamentares dos BRICS e da Assembleia da União Parlamentar Internacional. Diferentemente do que foi publicado na Coluna Direto da Fonte, nem ela nem seu marido, Paulo Bernardo, foram alvo de vaias ou manifestação hostil durante visita ao Museu Hermitage no domingo. Uma pessoa dirigiu-se ao casal, fotografou com o celular, e seguiu na direção oposta. E foi só. A notícia, plantada com má intenção, é falsa.

Paraná fortalece relações com Hungria

O Estado do Paraná e a Hungria avançaram nas conversas para a ampliação das relações comerciais, culturais e educacionais e da cooperação para a revitalização da bacia do Rio Iguaçu. Nesta segunda-feira (16), a vice-governadora Cida Borghetti recebeu no Palácio Iguaçu o embaixador da Hungria Norbert Konkoly.

“Esta é a segunda vez neste ano que temos oportunidade em receber representantes do governo húngaro para trocar experiências, discutir parcerias que estimulem o desenvolvimento das duas regiões”, afirmou a vice-governadora. Em março deste ano, o cônsul-geral da Hungria em São Paulo, Teleski Szilard, esteve no Paraná para dar início às tratativas.

RIO IGUAÇU – Técnicos do Governo do Paraná detalharam o projeto de revitalização da Bacia do Rio Iguaçu, que abrange 109 cidades que somam cerca de 4,4 milhões de habitantes. O Paraná busca o auxílio de tecnologias inovadoras para despoluição de rios. Continue lendo

Salário baixo é pouco para Brasil ser competitivo

Ricardo Amorim

A indústria brasileira perdeu participação no bolo global da produção industrial porque ficou muito caro produzir no Brasil. Os salários subiram sem um ganho equivalente de produtividade, o que leva a uma combinação de perda de mercado e desemprego. Essa é uma das explicações para a crise que veio em seguida, que fez os salários caírem e, com isso, permitiu que a indústria recuperasse sua competitividade. Assim, a perda de participação da indústria na produção global foi estancada, mas no longo prazo é preciso haver maior flexibilização no mercado de trabalho e maiores ganhos de produtividade.

Armazéns da Família atraem 21,2 mil novas famílias em 10 meses

Em dez meses, o cadastro de pessoas no programa Armazéns da Família, em Curitiba, aumentou 9% ao longo da atual gestão do prefeito Rafael Greca. O interesse amplificado ao programa se deve a alguns fatores determinantes.

Desde que assumiu a prefeitura, Greca autorizou o aumento da renda familiar de acesso às compras, o crescimento do mix de produtos e a renovação das 33 unidades de atendimento espalhadas pela cidade.

“O Armazém da Família é um programa referência nacional e internacional de acesso à população a alimentos e gêneros de higiene e limpeza com custo, em média, 30% mais barato que no comércio”, disse Greca. Continue lendo

« Older posts Newer posts »

© 2017 Boca Maldita

Layout por Poolbliq ComunicaçãoUp ↑