Page 2 of 3276

Mais de 5 mil estudantes visitaram a Assembleia Legislativa em 19 meses

traiano-e-alunos

Atual legislatura ampliou a abertura da Casa de Lei aos paranaenses e de outros estados e países

O número de estudantes que visita a Assembleia Legislativa para conhecer seu funcionamento e as atividades dos parlamentares aumenta a cada ano. Até agosto de 2016, ou seja, em dezenove meses da atual legislatura, aproximadamente cinco mil estudantes da rede pública e privada passaram pelos corredores do Poder Legislativo.

A visita guiada atendeu estudantes de todas as idades, do ensino fundamental ao ensino superior. Foram 177 visitas coordenadas pela equipe do Cerimonial. No início do percurso, eles recebem um exemplar do “Guia do Cidadão”, cartilha que reúne informações sobre Democracia, Política, Eleições, Voto e Cidadania. Com o material em mãos, eles passam pelo Plenarinho, Plenário, gabinetes da Presidência e dos deputados. Continue lendo

Lava Jato prepara ação de improbidade contra Gleisi

Lava Jato prepara ação de improbidade contra Gleisi

A Força Tarefa da Operação Lava Jato pediu nesta segunda-feira, 26, ao Supremo Tribunal Federal (STF) o compartilhamento de informações de 13 inquéritos que tramitam na Corte contra parlamentares supostamente envolvidos no esquema de corrupção na Petrobrás. A intenção do Ministério Público Federal é abrir inquéritos no âmbito civil para apurar a prática de improbidade administrativa pelos políticos. As informações são de Beatriz Bulla no Estadão.

Constam na lista da Força Tarefa e devem ser alvo das ações os senadores Fernando Collor (PTC-AL), Gleisi Hoffmann (PT-PR), e Benedito Lira (PP-AL); o ex-ministro Paulo Bernardo; e os deputados Nelson Meurer (PP-PR), Aníbal Gomes (PMDB-CE), Arthur Lira (PP-AL), Vander Loubet (PT-MS); e o ex-deputado João Pizzolatti (PP-SC).

De acordo com os investigadores que conduzem o trabalho em Curitiba, é “impostergável” a apuração dos fatos para responsabilização civil dos parlamentares. A investigação civil – e não penal – de autoridades com foro privilegiado não precisa ser conduzida pelo STF. As penas na ação de improbidade administrativa incluem sanções civis e políticas: como a suspensão de direitos políticos, a perda de função pública, o pagamento de multas e o dever de ressarcir o erário no valor do dano causado. Continue lendo

Justiça Eleitoral libera registro de 24 candidatos a vereador em Foz

candidatos-foz

Em decisões tomadas na sexta-feira e ontem (26), o Tribunal Regional Eleitoral liberou o registro de outros 24 candidatos a vereador. Os nomes são do REDE, PV, PMDB e PSDC. De acordo com o advogado Elvis Gimenes, os desembargadores acataram as alegações e os documentos juntados ao processo. Com isso, os postulantes a uma cadeira no Legislativo estão liberados para concorrer.

Foram deferidas as candidaturas de Juarez Correa (Rede); Bianor Dias (Rede); João Batista – Mussum (PSDC); Antonio Martins – Tonho das Meias (PSDC); Anauzir – Neca (PSDC); Dianna Ramos (PSDC); Manoel Michimi (PMDB); Cesar Richardson (PMDB); Aldair Fagundes (PMDB); Gilmar da Noval (PMDB); José Casemiro – Prof. José (PMDB); Jacira – Jaci (PMDB); Lilson – Negão da Sky (PSDC); Franciney – Maradona (PSDC); Plinio Paiano (PSDC); José Luiz – Rangel (PSDC); Maria da Pamonha (PSDC); Maria Ramos (PMDB); Julio Jimenes (PSDC); José Monteiro Andrade – Andrade do Trânsito (PMDB); Jairo Cardoso (PMDB); Romildo Larssen (PMDB); Nelson Luiz – Nelsinho (PMDB); Maria Florentina – Maria do Bairro (PMDB).

As informações e foto são d’A Gazeta do Iguaçu

Coluna Boca Maldita desta terça, 27

Coluna Boca Maldita desta terça, 27

Com ‘golpistas’?
Difícil de entender o PT e seus acordos de ocasião. O jornalista Claudio Humberto, do Diário do Poder, fez um levantamento e constatou que, apesar do chororô de “golpe”, o PT dos ex-presidentes Lula e Dilma continua a amar o PMDB de Eduardo Cunha, Renan Calheiros e do presidente Michel Temer. Os dois partidos estão coligados, nas eleições deste ano, em 8.488 candidaturas em 570 municípios. Os petistas, que continuam xingando partidários de Temer, disputam com eles em todas as regiões do País.

‘Golpistas’? II
Em 1.090 candidaturas, PT e PMDB são os únicos partidos das chapas que disputam a eleição municipal domingo (2). O partido de Dilma e Lula se aliou exclusivamente ao PSDB de Aécio Neves e ao PMDB do Michel Temer em 27 candidaturas este ano.

Ponta Grossa
Abrindo a avalanche de pesquisas que serão divulgadas na última semana antes da eleição, o instituto IRG divulgou ontem os números da corrida eleitoral em Ponta Grossa. O atual prefeito, Marcelo Rangel (PPS), lidera com 40,27% das intenções de voto, seguido por Aliel Machado (Rede) com 21,63%, Julio Kuller (PMB) 20,44%, Professor Gadini (PSOL) 4,37% e Leandro Soares Machado (PPL) 0,99%. Encomendada pelo jornal Diário dos Campos, a pesquisa ouviu 500 eleitores e está registrada no TSE com o número PR-06526/2016.

Londrina
Além de Curitiba, o Ibope registrou domingo (25), mais uma rodada de pesquisa em Londrina. O instituto vai medir a intenção de voto para prefeito e a avaliação dos governos Alexandre Kireeff, Beto Richa e Michel Temer. A pesquisa, contratada pela RPC/TV Globo no valor de R$ 55.211,08, será divulgada sábado, 1º de outubro. O registro no TSE tem o número PR-09704/2016.

Fora do ar
A Justiça Eleitoral determinou ao Facebook a retirada do ar, em 24 horas, da conta “Jacaré Turista”, que estaria sendo usada para atacar o candidato à prefeitura de Curitiba, Rafael Greca (PMN), da coligação Curitiba, Inovação e Amor. A notificação é da juíza Sayonara Sedano, da 175ª Zona Eleitoral. O Facebook terá ainda que identificar o autor da conta, em um prazo de 48 horas.

Último ato
A RPC realiza na noite de quinta (29) o último debate do primeiro turno entre os candidatos à prefeitura de Curitiba. A mediação será do jornalista Sandro Dalpícolo, com duração de 1h50. Serão seis participantes – Gustavo Fruet (PDT), Ney Leprevost (PSD), Rafael Greca (PMN), Requião Filho (PMDB), Maria Victoria (PP) e Tadeu Veneri (PT). As regras foram acertadas previamente com representantes da emissora, candidatos e assessores.

Mais debates
Neste mesmo dia e horário, o debate também vai ocorrer na RPC em Ponta Grossa, Guarapuava, Foz do Iguaçu, Paranavaí, Cascavel, Londrina e Maringá.

Vez de Palocci
A prisão do ex-ministro dos governos Lula e Dilma (PT), Antonio Palocci, monopolizou a atenção da imprensa nacional ontem (26). Foi a 35ª fase da Operação Lava-Jato, batizada de “Omertà”. Foram expedidos 45 mandados judiciais, sendo 27 de busca e apreensão, três de prisão temporária e 15 de condução coercitiva em seis estados e no Distrito Federal.

João Doria cresce 11 pontos e assume liderança em São Paulo, aponta Ibope

candidatos

O candidato do PSDB à prefeitura de São Paulo, João Doria, assumiu numericamente a liderança da disputa municipal, com 28% das intenções de voto, segundo pesquisa Ibope divulgada nesta segunda-feira. Se considerada a margem de erro, que é de 3 pontos para mais ou para menos, Dória está empatado tecnicamente com Celso Russomanno (PRB), que tem 24%. Em seguida, aparecem Marta Suplicy (PMDB) e Fernando Haddad (PT), com 15% e 12%, respectivamente, também em quadro de empate técnico.

Em relação ao levantamento anterior, o tucano, que tem o maior tempo de televisão, subiu onze pontos porcentuais, enquanto Russomanno caiu seis. Marta também decresceu cinco pontos, enquanto o atual prefeito ganhou 3. Erundina oscilou negativamente de 5% para 4%. Major Olimpio (Solidariedade), João Bico (PSDC) e Levy Fidelix (PRTB) marcara apenas 1% das intenções de voto. Ricardo Young (Rede), Henrique Áreas (PCO) e Altino (PSTU) não pontuaram. Brancos e nulos somaram 10% e 4% não souberam ou não responderam à pesquisa.

A pesquisa foi encomendada pela TV Globo e pelo jornal O Estado de S. Paulo. O Ibope ouviu 1.204 eleitores da capital entre os dias 23 e 25 de setembro. O nível de confiança é de 95%. A pesquisa foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP) sob o protocolo SP-01493/2016.

Foto: montagem/internet

Mais uma do Greca

Em novo vídeo postado nas redes sociais, partidários e defensores de Rafael Greca (PMN) apontam sua dedicação no atendimento e acolhimento dos moradores de rua em Curitiba.

Atual prefeito, Marcelo Rangel lidera pesquisa em Ponta Grossa

pt_f_marcelorangel_candidato__68

Bem Paraná

Pesquisa do instituto IRG divulgada hoje aponta que o atual prefeito de Ponta Grossa (Campos Gerais), Marcelo Rangel (PPS), lidera com folga a disputa municipal na cidade. Segundo o levantamento, que ouviu 500 eleitores entre os dias 18 a 21 de setembro, Rangel tem hoje 40,27% das intenções de voto contra 21,63% do deputado federal e candidato da Rede Sustentabilidade, Aliel Machado.

A pesquisa foi encomendada pelo jornal Diário dos Campos, e tem grau de confiança de 95% e margem de erro de 4,4%. O levantamento está registrado no TSE sob o número PR-06526/2016.

Confira o resultado abaixo Continue lendo

TRE-PR nega novo recurso e mantém impugnação da candidatura de Mac Donald

paulo-mac-donald

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná negou nesta segunda-feira (26), novo recurso ao PDT e manteve impugnada a candidatura de Paulo Mac Donald (PDT) a prefeito de Foz do Iguaçu. A decisão do TRE-PR foi por 6 votos contrários ao recurso. Com isto, Mac Donald terá que recorrer ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), última instância da Justiça Eleitoral.

O registro de candidatura Mac Donald foi indeferido no início de setembro pelo juiz Marcos Antonio Frason, titular da 46ª Zona Eleitoral de Foz do Iguaçu. O juiz aceitou pedido de impugnação feito contra o ex-prefeito que responde por uma série de ações na Justiça e por algumas delas já foi condenado em primeira instância. O TRE também manteve a decisão da Justiça Eleitoral de Foz.

“Analisando os autos, com toda a vênia aos argumentos apresentados pelo candidato em sua defesa, tenho que, na esteira da orientação pacificada da jurisprudência do Tribunal Superior Eleitoral e demais Cortes do País, sua candidatura não merece deferimento, pois patente a ausência de condição de elegibilidade para o cargo ao qual almeja”, diz o despacho de Frason. Continue lendo

Gleisi Hoffmann pode se tornar ré na Operação Lava Jato nesta terça-feira

gleisi-e-paulo-bernardo

Em seu primeiro mandato no Senado, a paranaense Gleisi Hoffmann (PT) pode se tornar a terceira parlamentar a entrar na mira do Supremo Tribunal Federal (STF) por causa da Operação Lava Jato.

Na terça-feira (27), a Segunda Turma do STF vai analisar se acolhe ou rejeita a denúncia feita pela Procuradoria Geral da República (PGR) contra ela, contra o seu marido, o ex-ministro das gestões petistas Paulo Bernardo, e também contra o empresário Ernesto Kugler Rodrigues. As informações são da Gazeta do Povo.

A PGR acusa o trio de receber R$ 1 milhão do esquema de corrupção da Petrobras, revelado pela Lava Jato, para aplicar na campanha eleitoral da petista ao Senado, no ano de 2010. Os três, que têm advogados diferentes atuando no caso, negam ter recebido o dinheiro.

Se o STF acolher a denúncia, eles passariam para a condição de réus e responderiam a uma ação penal pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro. O STF pode entender, contudo, que não há elementos para abrir um processo contra os três e determinar o arquivamento do caso. Continue lendo

Foco de Ney é em Curitiba e na qualidade de vida de seus moradores

ney-debate-ric

Diferente dos outros candidatos, no debate da RIC TV, Leprevost manteve-se longe dos ataques e usou seu tempo para apresentar propostas inovadoras

Utilizando seu horário do debate da RIC TV para apresentar propostas concretas para ser o prefeito de Curitiba, Ney Leprevost manteve-se longe das agressões e dos ataques mútuos. “Tenho respeito pelo eleitor que assiste o debate para se inteirar do programa de governo para a cidade e não para assistir essa briga com acusações de cunho pessoal e político”, disse, reafirmando seu compromisso com a população de fazer de Curitiba um exemplo em administração pública de qualidade para beneficiar toda a nossa gente.

Sem utilizar material de apoio, recursos tecnológicos ou ferramentas de ajuda, Ney Leprevost foi o único candidato que soube explicar com precisão todos os assuntos questionados e quais seus projetos para Curitiba. “O melhor caminho para aumentar a arrecadação do município é utilizarmos criatividade para atrair novas empresas para a cidade”, afirmou Leprevost ao ser perguntado sobre o orçamento já comprometido da Prefeitura de Curitiba. Continue lendo

Carla Pimentel, a vereadora do Tinder

carla-tinderFernando Tupan

A vereadora Carla Pimentel (PCS) é uma inconsequente e uma evangélica longe da Assembleia de Deus de Curitiba. Ela não segue as regras da Igreja porque é uma rebelde dos preceitos cristãos. Carla não gosta de ouvir a palavra dos evangelizadores. Quando ela fez a falsa denúncia contra Professor Galdino (PSDB) ela demonstrou isso, não submetendo a questão aos líderes. Fez a revelia. Mas esse não foi o que mais irritou a cúpula da Assembleia. Carla se entregou aos pecados da carne e participou do aplicativo Tinder, um site casual de azaração. A exposição desagradou devido ao posto dela: pregadora.

A avaliação deles era de que não serviria de bom exemplo aos fiéis. Afinal, escolher um par para encontro às escuras é desaprovada pelos evangélicos. Principalmente porque não se sabe se o parceiro do encontro tem uma vida pregressa ou uma vida exemplar, se é um estuprador ou homem de princípio. Carla cansou de se insinuar para vereadores. Um deles, o próprio vereador Professor Galdino. Ela chegou a sugerir que casaria com ele caso participasse dos cultos da Assembleia. Galdino disse que era católico e esnobou a parlamentar.

Fruet manda cortar salário de servidor que denunciou assédio sexual na Urbs

fruet-gregorio

A denúncia é do sindicato dos trabalhadores da Urbs. Desde 20 de setembro, a Urbs cortou o salário e todos os benefícios do presidente do sindicato, Valdir Aparecido Mestriner, que denunciou o caso de assédio sexual na empresa que culminou numa indenização de R$ 1 milhão pago pela prefeitura de Curitiba.

A diretoria da Urbs, segundo o Sindiurbano, tenta justificar a suspensão e abertura de inquérito colocando sob responsabilidade pessoal do presidente ações adotadas pelo sindicato. Essas ações não foram adotadas de forma pessoal e sim enquanto presidente de uma entidade sindical que conta com uma direção eleita pela categoria e, como tal, deve trabalhar no sentido de defender os trabalhadores representados e as empresas públicas.

A diretoria da empresa, em evidente ataque à liberdade sindical, tenta responsabilizar o presidente do sindicato até pelos casos de assédio moral e sexual denunciados em depoimentos de vários trabalhadores da Urbs e que já foram comprovados na Justiça.

Para Mestriner, é evidente que qualquer ataque no sentido de desgastar e criminalizar dirigentes sindicais é um ataque à entidade sindical e, consequentemente, a todos os trabalhadores. “Foi a forma que a diretoria da Urbs encontrou para tentar me desestabilizar emocionalmente e impedir a atuação do sindicato em defesa dos trabalhadores e do patrimônio público. Eles me atacam porque querem que o sindicato pare de denunciar os desmandos que existem dentro da Urbs com a conivência do prefeito”, explicou Mestriner. Continue lendo

Belinati teme ‘efeito Belinati’

belinati

Em Londrina, o candidato Marcelo Belinati (PP) faz de tudo para esconder seus sobrenome porque teme o efeito Belinati já no 2 de outubro nas urnas. No material de campanha – folheteria, jornais, adesivos, jingles, vídeos, perfurades, inserções e programas de rádios e TV – o ‘Belinati’ some das peças de propaganda do deputado federal, candidato a prefeito pela segunda vez.

Entende-se, Marcelo Belinati é da segunda geração da família Belinati que tem no tio, o ex-prefeito Antônio Belinati como principal líder do clã. Para o sobrinho, o sobrenome Belinati já custou a derrota para Alexandre Kireeff (PSD) nas eleições de outubro de 2012.

Em 2008 na disputa da prefeitura, Belinati também venceu, mas não levou porque teve sua candidatura impugnada em todas as instâncias da Justiça Eleitoral. O PT venceu três eleições em cima dos Belinati e depois passou a apoiar o tio do deputado federal, além de participar de sua gestão. Continue lendo

Para TSE, Mac Donald está inelegível

CREATOR: gd-jpeg v1.0 (using IJG JPEG v62), quality = 100

Em uma série de matérias distribuídas a imprensa, o TSE (Tribunal Superior Eleitoral) destaca as alíneas “e” e “f” do artigo 1º da lei complementar nº 135/2010, mais conhecida como Lei da Ficha Limpa. A norma, sancionada em maio de 2010, tornou mais rígidos os critérios de inelegibilidade para candidatos, ao alterar a lei complementar nº 64/1990. É o caso em se enquadra o ex-prefeito Paulo Mac Donald (PDT) que tenta mais uma vez a eleição para prefeito em Foz do Iguaçu e que teve sua candidatura impugnada pela Justiça Eleitoral com decisão referendada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Paraná.

Segundo a reportagem, a alínea “e” impede de concorrerem a qualquer cargo eletivo os cidadãos condenados, em decisão transitada em julgado ou proferida por órgão colegiado, pelos seguintes crimes: abuso de autoridade, nos casos em que houver condenação à perda do cargo ou da função pública; lavagem ou ocultação de bens, direitos e valores; contra a economia popular, a fé, a administração e o patrimônio públicos; e por crimes eleitorais, para os quais a lei traga pena privativa de liberdade, entre outros. A pena passa a valer desde a condenação até oito anos após seu cumprimento. Continue lendo

Sem dinheiro, Cidades autoriza empresas de saneamento a emitirem debêntures

Sem dinheiro, Cidades autoriza empresas de saneamento a emitirem debêntures

Painel, Folha de S. Paulo

Solução de mercado – Sem dinheiro em caixa, o Ministério das Cidades passou a permitir que companhias de saneamento emitam debêntures — operação que se assemelha a um empréstimo — para financiar obras. Há, inclusive, incentivos fiscais a pessoas físicas (alíquota zero) e jurídicas (15%) que decidirem comprar os títulos, emprestando, assim, dinheiro às empresas. A pasta já autorizou o enquadramento de quatro projetos, que somam R$ 245 milhões. Aguardam na fila outros projetos, de R$ 1,1 bilhão.

É isso ou isso – Segundo o ministro Bruno Araújo, não será possível universalizar o serviço de saneamento no país usando apenas os recursos do Orçamento da União. “É fundamental a participação do capital privado”, diz.

« Older posts Newer posts »

© 2016 Boca Maldita

Layout por Poolbliq ComunicaçãoUp ↑