0 Shares 2863 Views

De volta às origens: Michel Teló lembra tempo do Grupo Tradição em show memorável do Natal de Foz

22 de dezembro de 2018
2863 Views

O cantor Michel Teló já é familiarizado com Foz do Iguaçu. Pela região, ele tocava ainda nos tempos dos bailões promovidos pelo Grupo Tradição, no início dos anos 2000. Na noite desta sexta-feira (21), o músico, que é nascido em Medianeira, a 60 km da fronteira, pôde voltar às origens, relembrar antigos sucessos e emocionar o público que compareceu ao Gramadão da Vila A, na programação do Natal de Foz que tem o patrocínio da Itaipu Binacional.

“Só tenho que agradecer a alegria de voltar para Foz do Iguaçu, minha região, minha terra natal”, disse o músico. “Agradeço à Itaipu pelo convite e confiança para fazer esse show nessa cidade que eu tanto gosto”. Durante o espetáculo, Michel Teló pediu uma salva de palmas à usina hidrelétrica, motivo de orgulho da região. “Eu conheço Itaipu desde pequeno, tenho lembranças de vir pra cá com meus pais visitar as Cataratas e a hidrelétrica. É uma coisa surreal, gigantesca. Uma obra maravilhosa”, concluiu.

O show de Teló foi o momento mais esperado do Natal de Foz, que começou no dia 7 de dezembro e vai até 20 de janeiro, com programação no centro da cidade e na Vila A. “Ele tem uma conexão com a região, tem uma memória afetiva com a cidade e a cidade com ele”, resumiu Patrícia Iunovich superintendente de Comunicação Social de Itaipu, área responsável pelos eventos no Gramadão.

“O Natal no Gramadão significa uma ocupação do espaço pela comunidade em uma data tão especial. A gente quer que o local seja ocupado cada vez mais”, afirmou Patrícia. “O Natal representa um incremento muito grande no turismo da cidade e Itaipu não poderia deixar de participar”, concluiu. Para Tércio Albulquerque, que representou o diretor-geral brasileiro, Marcos Stamm, no evento, foi uma noite mágica. “Foi mais um presente de Itaipu para a comunidade. Dia de magia”.

Para o presidente da Fundação Cultural, Juca Rodrigues, Foz do Iguaçu deve fortalecer o turismo de Natal, com eventos cada ano mais grandiosos. “Nossa expectativa é que este seja o maior de todos natais, batendo o recorde do ano passado de 150 mil pessoas que circularam pelo centro e pela Vila A”, diz Rodrigues. “E a Itaipu tem sido uma grande parceira dando uma força fundamental à cultura da cidade”.

De volta às origens
A apresentação de Teló foi antecedida pelo espetáculo do Coral de Itaipu, que cantou músicas natalinas com o acompanhamento de uma camerata. No repertório, temas com Kyrie Eleison (de Capiba), Hallelujah, Glória, Deo Dicamus Gratias e Noite Feliz. O show do Coral preparou o público para a grande apresentação da noite.

Teló tocou músicas dos tempos do Grupo Tradição, como “Barquinho”, e fez o público dançar. Ele também apresentou seus grandes sucessos, como “Fugidinha” e “Ai se eu te pego”, além de clássicos sertanejos de Chitãozinho e Xororó a Zezé di Camargo e Luciano e Tonico e Tinoco. Todo mundo cantou junto o refrão de “Evidências”. No final do show, o cantor incorporou ao repertório a canção natalina “Noite Feliz” emocionando o público.

“A gente escuta ele cantar desde criancinha. Eu falava para o pai dele ‘tem que investir neste menino porque ele tem futuro’”, contou Ivete Teló Abatti, madrinha e tia de Michel, que acompanhou o show ao lado dos irmãos (e também tios do cantor) Moacir, Joice e Gessi. Todos os parentes vieram de Medianeira, junto com primos e primas para ver o Teló famoso. “Todo mundo canta lá em casa. Ele é o orgulho da família”.

Quem também estava entusiasmado com a apresentação foram os amigos André Luiz, 21 anos, e Yassmin Hamad, 19. Eles enviaram um e-mail para a produção do cantor e conseguiram entrar no camarim para tirar uma foto. “Quase não acreditei quando recebi a resposta da produção. Sou fã desde os bailões aqui na região”, resumiu André.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.