0 Shares 289 Views

Coluna desta segunda, 08

8 de outubro de 2018
289 Views

No primeiro
O deputado estadual Ratinho Junior (PSD) será o novo governador do Paraná, a partir de janeiro de 2019. Ele venceu a eleição ontem (7), com mais de 60% dos votos válidos. Em segundo lugar ficou a governadora Cida Borghetti (PP) comm 15% e em terceiro o deputado federal João Arruda (MDB), que recebeu mais de 13% dos votos válidos. O petista Dr. Rosinha recebeu perto de 9% dos votos. Os demais candidatos fizeram menos de 2% dos votos válidos.

Segundo turno
Até o fechamento da coluna, a apuração nacional indicava que teremos turno para decidir quem será o substituto de Michel Temer (MDB) na presidência da República. Os classificados são Jair Bolsonaro (PSL) e Fernando Haddad (PT).

Voto em trânsito
O número de municípios no Paraná, que tiveram votos em trânsito, este ano aumentou. Isto por que a Justiça Eleitoral autorizou o procedimento para cidades com mais de 100 mil eleitores. Curitiba teve o maior número, com 2.408 votantes em trânsito, seguido de Foz do Iguaçu com 965, Londrina com 471, Cascavel com 547 e Maringá com 456.

Voto no Paraguai
O Consulado Brasileiro em Ciudad del Este recebeu o maior número de brasileiros que votaram no Paraguai. Ao todo 4.2 mil brasileiros estavam registrados. A maioria vive nos departamentos de Alto Paraná, Itapúa e parte de Caaguazú. Eles puderam votar apenas para presidente

Hostilizado
O domingo de eleição não foi fácil para o senador Aécio Neves (PSDB), candidato à deputado federal por Minas Gerais. Ele aparecia nas pesquisas como um dos que mais faria voto, mas na hora de ir à urna, em Belo Horizonte, Aécio não teve vida fácil. Alvo de chingamentos e até de uma garrafa plástica, o tucano permaneceu sorrindo o tempo todo.

Horror
Eleitores de Jair Bolsonaro votaram ontem portando armas. Os votos foram filmados e fotografados, o que é crime eleitoral, relatou a revista Veja. Em um dos vídeos, o eleitor segura a arma pelo cabo e usa o cano para digitar o número do candidato. O homem não aparece na imagem, mas exibe a arma para a câmera ao final.

Presos
A Operação Eleições 2018, da Polícia Militar, que começou na madrugada de sábado (6), até ontem havia registrado 39 crimes eleitorais. Pelo menos 14 pessoas foram presas e mais de três mil adesivos foram apreendidos no estado.

Mesária presa
Em Maringá, uma mesária acabou detida ontem, após informar a eleitores que a urna eletrônica de sua seção teria votos registrados na memória, antes da votação ser iniciada. Mesmo com a informação desmentida pelos colegas mesários, ela continuou ligando para eleitores dizendo que havia fraude. Até o fechamento da coluna, não havia um desfecho do caso.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.