0 Shares 561 Views

Assis do Couto tenta justificar reabertura da famigerada “Estrada do Colono”

23 de março de 2018
561 Views

A assessoria do deputado federal Assis do Couto (PDT), autor do projeto de lei para reabertura da famigerada “Estrada do Colono”, fechada por decisão da Justiça no final da década de 1980, enviou nota ao blog contestando informações a respeito da audiência pública que acontece em Foz do Iguaçu nesta sexta-feira (23).

“Quanto ao Projeto de Lei 7123/2010, que cria a Estrada Parque – Caminho do Colono, aprovado na Câmara e hoje tramitando no Senado sob o número PLC 61/2013, ressaltamos que a proposta é criar a Estrada-parque, um caminho ecologicamente sustentável, para o uso consciente”, diz trecho da nota.

Só para contextualizar, a possibilidade de reabertura da via que dividia em dois o Parque Nacional do Iguaçu representa uma ameaça ao título de Patrimônio da Humanidade, concedido em 1989 pela Unesco. O intento do deputado já foi questionado por mais de mil ongs (organizações não governamentais) ambientalistas.

A seguir a íntegra da nota de Couto:

Esclarecimento

Sobre a nota publicada nesta sexta-feira (23/03) pelo blog Boca Maldita em que cita o deputado federal Assis do Couto, esclarecemos que: o deputado federal Assis do Couto (PDT-PR) não é ruralista. Sua origem e identificação é com a Agricultura Familiar, ou seja, com os pequenos agricultores. A sua atuação, desde sempre, se deu em defesa da Agricultura Familiar, a exemplo da criação da Lei da Agricultura Familiar, de sua autoria, da defesa da Previdência Rural e do fortalecimento dos programas de incentivo ao setor, como o PNAE, PAA e Pronaf. Esclarecemos também que a MP 809/2017 é uma Medida Provisória editada pelo Executivo e que cabe ao Congresso fazer a discussão com a população. O nome do deputado Assis do Couto para presidir foi indicado pela bancada do PDT e aceito pelos 26 membros da Comissão. Quanto ao Projeto de Lei 7123/2010, que cria a Estrada Parque – Caminho do Colono, aprovado na Câmara e hoje tramitando no Senado sob o número PLC 61/2013, ressaltamos que a proposta é criar a Estrada-parque, um caminho ecologicamente sustentável, para o uso consciente.

Ressaltamos por fim, que estamos à disposição para qualquer esclarecimento a respeito dos assuntos citados e que mais informações sobre a nossa atuação podem ser obtidas através das nossas redes sociais e do nosso site: www.assisdocouto.com.br

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.