0 Shares 185 Views

Richa garante R$ 12 milhões para conclusão do Erastinho

13 de março de 2018
185 Views
Richa garante R$ 12 milhões para conclusão do Erastinho

O governador Beto Richa confirmou nesta terça-feira (13) o repasse de R$ 12 milhões para a conclusão do Erastinho – unidade do Hospital Erasto Gaertner especializada em tratamento do câncer. Com isso, o Erasto será o primeiro hospital do Sul do país a ter um fluxo específico para o atendimento oncológico de crianças e adolescentes.

Richa destacou que o hospital já é referência nacional no atendimento diagnóstico e tratamento do câncer infantil. “O apoio do Estado vem para ampliar ainda mais esse atendimento de qualidade e humanizado que faz o Erasto Gaertner. Com o novo bloco, será possível dobrar o número de atendimentos”, disse ele.

A obra do Erastinho tem um custo de R$ 24 milhões e vai ampliar de 20 para 39 o número de leitos infanto-juvenis, atendendo 300 novos casos por ano. Poderão ser feitas, no local, até 17 mil consultas, 500 cirurgias e mais de 85 mil procedimentos anualmente.

Richa lembrou que, em sete anos, foram investidos R$ 19 bilhões em saúde pública no Estado e citou avanços como a redução da mortalidade materna infantil, que foi a maior do Brasil, além do desempenho em transplante de órgãos. O Paraná passou de 14ª para a segunda colocação no ranking do País.

Beto Richa também enfatizou os investimentos no serviço aeromédico, que hoje conta com quatro bases na capital e no interior e tem ajudado a salvar muitas vidas. Outra inovação citada pelo governador foi o repasse de recursos aos hospitais públicos, filantrópicos e Santas Casas. “Hoje somos referência nacional em saúde pública, graças aos grandes investimentos que realizamos”, afirmou o governador.

ERASTO – O Hospital Erasto Gaertner recebe, desde 2017, um aporte extra do Estado, de R$ 2,4 milhões por ano, para reforçar sua capacidade de atendimento. Trata-se de um incentivo inédito de custeio para apoiar a instituição, reconhecida nacionalmente pela excelência do trabalho desenvolvido.

O secretário de Saúde, Michele Caputo Neto, o afirmou que o Governo do Paraná também dá apoio à expansão dos projetos de descentralização do atendimento oncológico feito pelo Erasto Gaertner. “É uma área que exige respostas rápidas. Por isso, apoiamos a implantação da unidade em Irati e estamos apoiando a abertura de uma unidade em Paranaguá, no Litoral”, disse ele.

A unidade de Irati (Centro-Sul) atende a população dos nove municípios, com capacidade para até 20 sessões de quimioterapia por dia. O Estado destina R$ 200 mil por mês para custeio e a manutenção do serviço. O mesmo processo ocorrerá na extensão de Paranaguá, onde metade da demanda do Litoral deverá ser atendida. A ideia é implantar um ambulatório avançado com uma série de serviços de na área oncologia.

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.