0 Shares 96 Views

Em 2014, PT montou circo em frente ao prédio histórico da UFPR. Ninguém criticou

15 de julho de 2017
96 Views

circo da democracia casamento maria victorio palacio garibaldi

Um dos argumentos dos críticos do casamento (evento privado) da deputada Maria Victoria diz que a estrutura alterava a fachada do Palácio Garibaldi, um local privado mantido com recursos privados – inclusive pelos pais de Maria Victória, que são sócios da Sociedade Garibaldi, responsável pleo local.  Além de controverso, já que foi constatado que o prédio histórico não sofreu nenhuma alteração pela estrutura externa, é um argumento que mostra a seletividade dos discursos da esquerda paranaense, que usou o protesto no casamento para jogar ovos nos convidados e defender o ex-presidente Lula, condenado por corrupção nesta semana.

Em 2014 a campanha da então presidente Dilma Rousseff (PT) montou um circo, o Circo da Democracia, em frente ao prédio histórico da UFPR, o principal ponto histórico e turístico da cidade de Curitiba. A estrutura ficou lá por 10 dias, recebendo Dilma e outras atrações e eventos ligados à campanha do PT e alterando (escondendo na verdade) a paisagem local.

Na época, não se viu nenhum dos que criticaram a estrutura o casamento da deputada falarem algo do tipo. Do outro lado, também não. E é importante lembrar: os dois eventos eram privados, mas ao contrário do Palácio Garibaldi, o prédio da UFPR é público.

Como bem lembrou o jornalista Fernando Nandé, as cenas de ontem foram lamentáveis, dignas da Idade Média. O protesto é um direito, mas as agressões são inaceitáveis.

Durante o protesto, manifestantes exibiam faixas de apoio ao ex-presidente Lula, condenado nesta semana por corrupção.

Durante o protesto, manifestantes exibiam faixas de apoio ao ex-presidente Lula, condenado nesta semana por corrupção. (Foto: Thea Tavaras/Sismuc)

Mais notícias para você:



Leave a Comment

Your email address will not be published.