valdir-rossoni (3)O chefe da Casa Civil e deputado licenciado, Valdir Rossoni, defendeu nesta quinta-feira (18) que, no caso da renúncia do presidente Michel Temer, o congresso precisa ter tranquilidade e mostrar que pode contribuir na busca de uma solução para a brutal crise institucional que atinge o país.Ele defendeu que no atual momento o melhor seria escolher um presidente sobre quem não pairassem dúvidas. E citou como exemplo a presidente do STF, ministra Cármen Lúcia. “Precisamos de alguém que esteja fora de toda essa catástrofe que tomou conta da política brasileira”, disse.

Para o secretário, os parlamentares precisam ter responsabilidade e pensar no agravamento da crise financeira, que hoje atingiu a bolsa de valores, fez o dólar disparar e as ações das empresas brasileiras caírem. “Não podemos deixar o país sangrando”, disse.

Durante entrevista para a imprensa pela manhã, Rossoni já havia defendido a renúncia de Temer e o afastamento do senador Aécio Neves da presidência do PSDB nacional. “O PSDB tem uma história. Temos que dar o direito para que ele faça sua defesa, mas não na presidência do partido”, defendeu.